Blog do Repórter Adilson Pacheco na Semana de Vela de Ilhabela e no barco SCBrasil Team na Ocean Race 2022/23

0
119
Fotos: Vanessa Novaes/

 

SALA DE REDAÇÃO

 

PAUTAS & ANOTAÇÕES

 

Semana de Vela de Ilhabela  movimenta o esporte náutico brasileiro

A organização da Semana Internacional de Vela de Ilhabela, em parceria com a Prefeitura local, está alinhada com as autoridades de saúde para entregar um evento de alto nível de 24 a 31 de julho, no litoral norte paulista.

As regatas devem reunir mais de 100 barcos de classes como ORC, RGS, Bico de Proa, Clássicos, C30 e HPE25. Para retomada das provas, os organizadores adotarão medidas restritivas e consultaram dirigentes de outras competições pelo mundo, não apenas de vela oceânica.

A última regata presencial foi realizada em 2019 com mais de 120 veleiros de todo o País e nações vizinhas. O evento em sua versão virtual teve realização do Yacht Club de Ilhabela e organização da Tribu Live Marketing e Full Time Eventos e Turism

Todas as atividades relacionadas à Semana Internacional de Vela de Ilhabela atenderão aos protocolos de segurança oficiais relacionados à COVID-19. Uma das novidades para 2021 é a exigência de teste de PCR com 72 horas de antecedência para o credenciamento, que será feito nos dias 24 e 25 de julho. Além do mais, o Yacht Club de Ilhabela (YCI) não estará aberto a convidados.

 

ILHABELA  – ATUAL CAMPEÃO BRASILEIRO DA CLASSE C30

E do Circuito Ilhabela de Vela Oceânica, o Caballo Loco dominou os dois finais de semana da primeira etapa da Copa Mitsubishi que neste ano chega à 21ª edição, com sede no Yacht Club Ilhabela. A tripulação do comandante Mauro Dottori conquistou seis vitórias em sete regatas, com um descarte.

Largada da Classe C30
(Aline Bassi / Balaio de Ideias

A Copa Mitsubishi, Copa Suzuki até 2020, chega à 21ª edição em temporadas consecutivas. A competição conta tradicionalmente com quatro etapas anuais. Nestes dois últimos anos, porém, a organização teve de fazer ajustes para que os velejadores competissem em segurança.

https://www.instagram.com/reporteradilsonpacheco/

 

O Itajaí Sailing Team, único time de vela oceânica do Brasil

que leva o nome de seu município de origem, foi um dos primeiros a confirmar sua participação na 48ª Semana Internacional de Vela de Ilhabela, de 24 a 31 de julho de 2021, no Yacht Club de Ilhabela. O evento é considerado um dos mais importantes do calendário de vela sul-americano e barco embaixador da vela oceânica de Itajaí e Santa Catarina participa do evento desde quando o time foi criado.

“A Semana Internacional de Vela de Ilhabela é um importante evento da vela brasileira e não podemos ficar de fora. Vamos mostrar todo o potencial da vela catarinense naquela bela faixa da costa paulista e, quiçá, trazermos belos resultados para nossa cidade”, diz o comandante e manager Alexandre Santos.

O barco está inscrito na categoria ORC e vem recebendo uma série de investimentos para entrar na disputa, competindo em nível de igualdade com participantes de peso nos cenários nacional e internacional da vela oceânica. Não disputou a Semana de Ilhabela apenas no ano passado, por que o evento foi cancelado por conta da pandemia do novo coronavírus.

 

O VELEJADOR JORGE ZARIF JÁ ESTÁ NO JAPÃO

Genoa, Italy is hosting sailors for the third regatta of the 2019 Hempel World Cup Series from 15-21 April 2019. More than 700 competitors from 60 nations are racing across eight Olympic Events.©JESUS RENEDO/SAILING ENERGY/WORLD SAILING
18 April, 2019.

o vencedor do Campeonato Sudeste Brasileiro e Troféu Homenagem aos Campeões da Classe Finn, sua última competição antes do embarque para a Olimpíada de Tóquio 2020.

Na raia do Yacht Club Paulista, em São Paulo (SP), Jorginho Zarif ganhou quatro das cinco regatas disputadas entre sexta-feira (2) e domingo (4).

A medalha de prata ficou com Ricardo Santos e o bronze para Pedro Lodovici. O campeonato teve ao todo 17 competidores na Represa do Guarapiranga.

https://www.instagram.com/varandacolaborativa/

CUP 36TH AMERICA É A MAIS VISTA DE TODOS OS TEMPOS

36ª Copa América apresentada pela PRADA alcançou seus objetivos claros de transmissão e audiência de ser a Copa América mais assistida de todos os tempos,

A 36ª Copa América apresentada pela PRADA alcançou seus objetivos claros de transmissão e audiência de ser a Copa América mais assistida de todos os tempos, com uma audiência dedicada 3,2 vezes maior que a da 35ª Copa América nas Bermudas em 2017.

Uma transmissão em profundidade e análise de mídia realizada pela Nielsen revelou que os eventos AC36 (ACWS Auckland, PRADA CUP e America’s Cup Match) entre novembro de 2020 e março de 2021 alcançaram uma audiência global de TV e transmissão ao vivo de 941 milhões de pessoas no mundo todo.

https://www.instagram.com/regata_news.sc/

O recorde de público gerou um valor significativo para os patrocinadores e anfitriões da 36ª Copa América. A análise de medição e avaliação mostra um Valor Bruto de Mídia Total de mais de NZD $ 1,4 bilhão para o evento, equipes, anfitriões e patrocinadores.

A mídia social foi outra área de forte crescimento em todos os canais da Copa América. Os seguidores mais que dobraram de 491 mil para 1,09 m entre a 35ª e a 36ª Copa América. Os canais de mídia social forneceram três vezes mais impressões do que a 35ª edição anterior, aumentando de 159 milhões para 499 milhões de impressões durante o período de corrida e totalizaram 715 milhões de impressões ao longo de toda a campanha da 36ª Copa América.

 

A EQUIPE DE TERRA : UMA EQUIPE DE 50 PESSOAS QUE CUIDA DO AC75 “LUNA ROSSA”.

Dentro da equipe Luna Rossa Prada Pirelli, composta por mais de 120 pessoas, funciona um departamento de importância fundamental: o da equipe de terra.

 

25/02/21 – Auckland (NZL)
36th America’s Cup presented by Prada
36th America’s Cup – Training Day
Raffaele Fredella (Mast and Rigging – Luna Rossa Prada Pirelli Team), Antonio Concu (Winch and Deck – Luna Rossa Prada Pirelli Team), Carlos Cardona Mejia (Boat Builder – Luna Rossa Prada Pirelli Team), Pietro Sibello (Sailor – Luna Rossa Prada Pirelli Team)

A equipe de terra é composta por 47 profissionais. Estes estão divididos em equipas que cuidam da construção, desenvolvimento, gestão e manutenção dos dois AC75 e de todos os seus componentes.

Tem brasileiro aqui – pai e filho: Horácio e Nicolas Carabelli – dois grandes engenheiros em uma das maiores equipes náutica do planeta.