EPISÓDIO DE PODCAST: À conversa no cais com Sir Robin Knox-Johnston

0
58
,Photo: Joe McCarthy

Rodrigo Moreira Rato/LXSailing

À conversa no cais com Sir Robin Knox-Johnston

 

Photo: Joe McCarthy

Em 1968, tornou-se o primeiro homem a realizar uma volta ao mundo em solitário e sem escalas. Tinha 29 anos, e reza a história que fez contas à comida que precisaria, às peças para o barco que teria de levar, e zarpou no Suhaili.A epopeia durou 312 dias muito animados; primeiro porque o barco ficou sem o piloto automático e teve de assumir a navegação, o que o ocupava 16 horas por dia, isto sem satélites e sem GPS, depois durante dois meses e meio ainda teve rádio para as comunicações, mas também este deixou de funcionar, ficou apenas a poder ouvir, mas não podia responder de volta. Quando chegou a terra, vinha três quilos e meio mais gordo e mais calmo, segundo os amigos.
Foi o segundo vencedor do Troféu Júlio Verne (juntamente com Sir Peter Blake)
Em 2006, com 67 anos tornou-se o mais velho velejador a completar uma volta ao mundo em solitário, na regata Velux 5 Oceans Race. É conhecido por não ter “papas na língua” e dizer o que pensa, goste-se ou não, também é um profundo admirador e conhecedor da história marítima portuguesa, para além de ser um grande apreciador de Vinho do Porto e da Madeira.