Primeira Circum-navegação brasileira

0
275

 

Quando a corveta Vital de Oliveira chegou no Brasil em janeiro de 1881 ela encerrava uma viagem épica e que ficou na história como a primeira circum-navegação brasileira, a primeira volta ao mundo feita por um barco brasileiro, no caso da Marinha Imperial do Brasil.

Épica, pois foram muitos contratempos que surgiram durante a travessia. Ao regressar o barco se encontrava em péssimo estado. A tripulação chegou bastante reduzida, dizimada por doenças, que hoje são facilmente curadas, como o béri-béri. Muitos desafios surgiram durante a viagem, mas tudo foi contrabalanceado pela disciplina e orgulho dos que sabiam que iriam ficar na história do pais.

A viagem de 430 dias, sendo 268 de viagem e 162 nos portos, foi realizada por 22 oficiais, 126 marinheiros imperiais, 15 foguistas e 21 soldados navais, além de alguns civis. Ela teve uma segunda missão que foi levar para a China a primeira missão diplomática brasileira que buscava trazer ao Brasil mão de obra chinesa, em substituição ao trabalho escravo.

Esta façanha é narrada no livro PRIMEIRA CIRCUM-NAVEGAÇÃO BRASILEIRA E PRIMEIRA MISSÃO DO BRASIL À CHINA (1879) que está sendo lançado agora depois de quatro anos de pesquisa.

No livro é feita uma reconstrução minuciosa destes feitos a partir de documentos da época, de manuscritos encontrados em Portugal, Taiwan, Estados Unidos, Arquivo Nacional, Biblioteca e finalmente “estão relacionados os nomes de todos os integrantes da tripulação que participaram da circum-navegação da Marinha Imperial, que recebem assim o merecido reconhecimento de suas participações nesta façanha marítima”, dizem os autores. “Escrevemos este livro com muito entusiasmo por recuperar um tema até então inédito, uma parte interessante da memória nacional e também por ser uma história repleta de curiosidades”.

A corveta Vital de Oliveira, de construção mista (casco de madeira e corpo de metal, movida a motor e a vela), era considerada um belo exemplar da nossa arquitetura naval, mas já contava mais de doze anos de uso e não apresentava as condições ideais de navegação para enfrentar as fortes tempestades que acabaria encontrando pela frente.  A missão à China também foi permeada de muita polêmica, que ficou conhecida como “A Questão Chinesa” e estes meandros estão minuciosamente detalhados no livro.

O diretor do Patrimônio Histórico e Documentação da Marinha do Brasil, vice-almirante José Carlos Mathias, autor da apresentação, ressalta que o trabalho dos pesquisadores, mais que trazer pormenores estatísticos da primeira circum-navegação brasileira e da missão inaugural do Brasil à China, lança luzes sobre a sociedade na segunda metade do século XIX: “Um exercício genuíno de análise política, econômica e social”.

Para Mathias, ao mesclar fontes diversas – relatos da viagem, correspondências oficiais, jornais e outras –, “os autores constroem um rico cenário do período, ao mesmo tempo em que descrevem e analisam a vida e as dificuldades a bordo a partir dos Livros de Quarto (indexados como Livros de Bordo) e dos Livros de Socorros, cujos registros primários possibilitaram trazer um olhar de dentro da própria viagem”.


 


FICHA TÉCNICA

PRIMEIRA CIRCUM-NAVEGAÇÃO BRASILEIRA E PRIMEIRA MISSÃO DO BRASIL À CHINA (1879)

Autores: Marli Cristina Scomazzon e Jeff Franco

Editora: Dois Por Quatro

Número de páginas: 360

Formato: 18 x 24 cm

ISBN: 978-85-69609-43-8

O livro pode ser adquirido em https://www.doisporquatro.com/primeira-circum-navegacao-brasileira-e-primeira-missao-do-brasil-a-china-1879