No Dia Mundial da Terra, CEO da Fórmula E comenta sobre a importância do clima nesta crise

0
114
Foto: Fórmula E

Com a crise global por conta da pandemia do coronavírus, a humanidade de uma forma geral está sofrendo consequências e mudanças perceptíveis no seu modo de vida. E nesta quarta-feira, 22 de abril, em que se comemora o Dia Mundial da Terra, o fundador da Fórmula E e da Extreme E, Alejandro Agag, comentou sobre o quanto essa crise reflete no clima do nosso planeta.

A frente de duas categorias que promovem a importância da sustentabilidade tanto nos grandes centros do planeta (como no caso da Fórmula E), como nos lugares mais remotos que já sofrem consequências das mudanças climáticas (caso da Extreme E, que terá início em 2021), Agag acredita que durante a crise da pandemia do COVID-19, a população global pode encontrar uma forma de adotar novos hábitos que não prejudiquem o meio ambiente.

“Como a resposta humana resiliente à crise do Covid-19 mostrou, não é tarde demais para fazermos a diferença” declarou Alejandro Agag.

“A dramática redução da poluição na China – e em todas as nossas cidades europeias – da suspensão de viagens e fechamento temporário de fábricas mostra que não é tarde demais para mudarmos de rumo coletivamente.”

Agag também deixou claro que a evolução tecnológica terá papel importante na redução de emissões de poluentes em todo o planeta, e que promover a mobilidade elétrica é um papel fundamental para a futura geração.

“A tecnologia também desempenhará um papel importante na criação de um futuro mais limpo e mais rápido. A evolução tecnológica será essencial para compatibilizar a luta contra as mudanças climáticas com o crescimento econômico sustentável e equilibrado.”

“Reduzir as emissões globais por meio da mobilidade elétrica é um exemplo do que a pesquisa tecnológica pode fazer pelo meio ambiente, e é com essa premissa que a ideia do campeonato ABB FIA de Fórmula E foi criada em 2011.”

Atualmente, a Fórmula E está em sua sexta temporada, e a cada ano tem atraído mais a atenção das principais montadoras do planeta. Nesta edição do campeonato de carros elétricos, dez montadoras estão presentes no grid, o qual conta com um total de doze equipes.