RN Hotelaria na Encatho: ANTT promove reunião em Florianópolis para debater marco regulatório do transporte rodoviário

0
511
Foto: Saul Oliveira/Santur

 

 

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) realizou, na tarde desta terça-feira, 13, no CentroSul, em Florianópolis, uma reunião participativa para obter contribuições sobre a revisão da regulamentação do serviço de transporte rodoviário coletivo interestadual e internacional de passageiros, realizado em regime de fretamento. Dezenas de entidades representativas do setor no Sul do país participaram do debate e dialogaram com técnicos da Agência.

João Paulo de Souza, Superintendente de Serviços de Transporte de Passageiros da ANTT, explicou que a pauta é importante para levar competitividade ao setor e que, com a extensa malha rodoviária do país, não se pode abrir mão da conectividade. “O momento do turismo do mundo mudou, tudo está se reinventando, é hora de ter maturidade para avançar. O modelo principal de viagem ainda é o ônibus. O aéreo hoje passa a ser impeditivo pelo preço. O caminho é regulamentar para melhorar as viagens turísticas”.

Para Aluizer Malab, Secretário Nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo, que representou o ministro Marcelo Álvaro Antônio na reunião, ainda há muito trabalho pela frente: “O Brasil tem potencial de negócio e de turismo gigante. Temos que procurar fazer o melhor modelo regulatório para o transporte. O transporte de passageiros rodoviário é indispensável e fundamental, por isso temos que avançar e aprimorar o modelo regulatório para contribuir e possibilitar um ambiente mais competitivo e com maior rentabilidade”.



A presidente da Agência de Desenvolvimento do Turismo de SC (Santur), Flavia Didomenico, enfatizou que o Estado abraçou a causa para a adequação do transporte rodoviário. Na visão dela, é necessário ter um ambiente de negócios mais competitivo para ampliar a movimentação de visitantes e acompanhar as tendências mundiais do setor: “Percebemos o quanto deixamos de ganhar pela falta de uma regulamentação adequada que favoreça o turista e as empresas. A intenção desse movimento é desburocratizar. Temos que fazer com que as nossas estradas estejam repletas de visitantes com flexibilidade para fazer seus roteiros”.

Após as falas das autoridades presentes, 23 participantes inscritos pontuaram algumas barreiras e limitações encontradas pelos mais diversos setores. A agência nacional vai coletar as manifestações e, após realizar outras reuniões participativas em diferentes regiões do Brasil, deve elaborar a minuta de alteração legislativa e submeter ao colegiado do órgão.

Na ocasião, representantes da ANTT exibiram as novas ações do órgão, como análises mais rápidas de requerimentos. Também apresentaram novos produtos que estão em desenvolvimento, como o sistema de licenças de viagem mobile e o mapa do fretamento com georreferenciamento – dispositivo semelhante a um mapa de calor para identificar origem, destinos, principais operadoras procuradas, qual época do ano as licenças são mais retiradas para tais lugares, entre outros).

Osmar José Vailatti, presidente da ABIH-SC, promotora do Encontro Catarinense de Hoteleiros que acontece no CentroSul até o dia 15, também participou do encontro. Para ele, “as discussões sobre como melhorar os serviços, as estradas, os produtos turísticos em si, são sempre bem-vindas. O Encatho é um espaço justamente para envolver os mais diversos setores em discussões, capacitação, troca de experiência, conversas sobre temas relevantes inerentes a toda a cadeia turística. Devemos atentar para ações que tragam competitividade e que nos ajudem a passar por cima dos entraves que seguram o desenvolvimento econômico”, finaliza.