Tucannus é o único representante de Minas Gerais na Refeno

0
586

 

Tripulação do veleiro é formada por três irmãos, além de um amigo da famíliaDivulgação

O Estado de Minas Gerais não possui saída para o mar, mas quem disse que isso impediu que três irmãos se apaixonassem pela vela e resolvessem disputar a 30ª Refeno? É o caso de Alexandre, Robert e Leonardo Freitas, naturais da cidade de São João Del Rei, distante 190km da capital Belo Horizonte. Eles irão competir a bordo do Tucannus, um Bavária Cruiser 41, na classe Bico-de-proa.

Os mineiros saíram de Angra dos Reis, no Rio de Janeiro, local onde o barco fica, no dia 18 de agosto e chegaram ao Cabanga Iate Clube no último dia 8. Foram percorridos ao todo 1.140 milhas náuticas (quase 3 mil quilômetros) até o Recife.

O capitão do barco, Alexandre Freitas, classificou a Refeno como “a meca da vela oceânica nacional”, devido a importância da competição para o cenário do esporte no Brasil. “Estou realizando um sonho, navegando com meus irmãos até Fernando de Noronha”, afirmou o mineiro.

Além dos irmãos Freitas, Helano Leitão é outro que irá compor a tripulação da embarcação. O Tucannus foi construído em 2014, conta com velame de carbono e tem 11,99m de comprimento. A última competição disputada pelo veleiro foi o Cruzeiro Costa Leste, em 2017. Desde então os mineiros se preparam para a disputa da Refeno.