Velejador Claudio Copello “leg jumper” na Volvo Ocean Race, já está navegando com o Projeto Brasil

0
858
Velejador Cláudio Copello, /VolvoOceanRace

 

O    Velejador Cláudio Copello, que já integrou a equipe do Veleiro Itajaí Sailing Team, coordenou o Instituto Kat Schürmann e foi tripulante da expedição U-513, junto à família Schürmann,  e foi o “leg jumper” do barco da Vestas na largada para a 8ª perna da regata Volvo Ocean Race,2017 já está em alto mar com um novo projeto percorrendo a costa brasileira.

Claudio Copello e Marcelo Bonilla objetivam navegar até o nordeste, visando participar da maior regata brasileira a Refeno, Recife- Fernando de Noronha. A ação oceânica faz parte do projeto Brasil Velejador, integrante do Projeto Barco Escola da ANI, Associação Náutica de Itajaí, toda trajetória será efetuada  bordo do veleiro Gosto D’Água.

 

 

Os navegadores partiram no fim de semana, 26/5, rumo a São Franc

isco do Sul, onde já estão e vão ministrar palestras em junho, marcando a primeira parada.

A dupla Claudio Copello e Marcelo Bonilla vai fazer várias paradas em municípios de seis estados da federação antes da regata nordestina. O destino final será Recife (PE), onde ocorre a largada da prova, no Marco Zero, em 12 de outubro

 

Velejador Cláudio Copello, /VolvoOceanRace

 

A ideia é fazer o percurso da Refeno em até três dias”A Regata Refeno, de Recife a Fernando de Noronha, eu já fiz no veleiro Itajaí Sailing Team, que foi num veleiro Manos Champ, o tempo foi 33 horas, agora que estarei no meu veleiro vai depender na previsão de tempo, mas eu calculo que devemos chegar lá em 48 horas”, disse Cláudio Copello.

Claudio e Marcelo integraram a ANI – Associação Náutica de Itajaí, um dos principais projetos de fomento à vela no País.

Na viagem subindo o Atlântico, eles têm o objetivo de difundir a cultura náutica da cidade catarinense por meio de palestras em outras cidades litorâneas brasileiras.

Itajaí (SC) ganhou projeção esportiva por sediar regatas como Transat Jacques Vabre e Volvo Ocean Race.

A dupla receberá outros convidados nas cidades de parada nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Espírito Santo e Bahia, além de Santa Catarina.

“Itajaí está se consagrando como polo náutico do Brasil. A cidade tem projetos únicos que precisam ser disseminados para outras cidades e estados. E o objetivo do Projeto Brasil Velejador é isso, compartilhar o melhor do que temos aqui”, disse Cláudio Copello.

Em abril de 2019, Cláudio Coppelo organizou as regatas do VelaShow, feira inédita da modalidade realizada em Itajaí.  O evento contou com provas de oceano e das classes Optimist e Ibis Rubra. projeto apresentará duas palestras gratuitas aos fãs da vela.

Claudio Copello ministra “Navegando Pela Cidadania” e explica os projetos sociais desenvolvidos na ANI – Associação Náutica de Itajaí, onde Claudio foi presidente por 6 anos.

Imagem: Claudio Copelo/Facebook

Em “Navegar é Fácil”, Marcelo fala sobre teorias de vela para iniciantes e curiosos.

A palestra estreou no evento VelaShow!

O velejador ainda conta com um canal no Youtube onde compartilha experiências náuticas para mais de 10 mil seguidores. Além das palestras, a dupla oferece vagas a venda para as travessias da rota. A proposta é voltada para pessoas que tem curiosidade e querem viver a experiência a bordo. Durante o período, o tripulante passará por uma imersão em conhecimento náutico prático.