Itajai/Navegantes: Vida de Manobrista de Navio é cheia de desafios!

0
199

 

A Praticagem em Itajaí iniciou seus trabalhos na década de 40, quando o prático Manoel Ezidro abriu o Porto com o Navio Trópicos. Nessa época, a Praticagem se denominava serviço de Praticagem da Barra e Porto de Itajaí Ltda., até 1985, quando foi criada a Associação de Práticos dos Portos de Itajaí. Em 1997 foi sucedida pela Itajaí Práticos Serviço de Praticagem S/C Ltda., que inicialmente contava com três Práticos e três Praticantes de Prático, que em 1998 tornaram-se Práticos.

 

Um aspecto que merece especial atenção é o papel essencial da praticagem no gerenciamento seguro dos portos. Este aspecto da atividade é que torna indispensável ao prático contar com liberdade para exercer seu juízo profissional, independentemente de pressões comerciais ou econômicas. Por estes motivos, a praticagem é obrigatória para quase todos os navios nos portos brasileiros.

 

Os práticos também são especialistas em manobra de navios, o que ganha importância cada vez maior com o aumento do porte das embarcações; além disto, viabilizam as comunicações necessárias com serviços como os de amarração e rebocadores.

 

O treinamento de um prático precisa ser longo e meticuloso, em vista do valor dos navios e de suas cargas. Normalmente, estes profissionais fizeram sua carreira no mar e aprendem o seu novo ofício no contato com práticos mais qualificados e experientes e na experiência concreta de cada manobra. Além disto, contam com a possibilidade de executar simulações computadorizadas ou em modelos reduzidos. Mas, para manter o elevado padrão obtido e superá-lo, o prático deve empenhar-se no aprendizado constante, tanto a bordo quanto em terra.

Texto extraído do site: http://www.itajaipraticos.com.br/praticagem