Crianças melhoram na escola com o Projeto Natação Ituana “Nadando com Marcelo Chierighini”

0
251

349046_836107_onboard_mchierighini_267-1-768x512

Para participarem das aulas do Projeto Natação Ituana, os alunos devem estar matriculados na rede de ensino da cidade.

O Projeto Natação Ituana “Nadando com Marcelo Chierighini” oferece aulas gratuitas para crianças e adolescentes de 7 a 17 anos que devem obrigatoriamente estar matriculadas em uma unidade de ensino da cidade.

Com as aulas, as crianças e adolescentes se desenvolvem não apenas na modalidade, mas também no convívio social e escolar.

“A prática de natação tem sido percebida pelos pais e educadores como uma forma de desenvolvimento humano e ocupação do tempo livre do contra-turno escolar para os alunos. E estes se empenham em se manter frequentando as escolas e buscando notas boas para garantir sua permanência no projeto”, conta Cacá Ferreira, um dos coordenadores do projeto.

As aulas de natação, que são realizadas todos os dias da semana na piscina do Conjunto Aquático Cel. Fiori Marcelo Amantéa, em Itu, oferecem todo material necessário para os treinos e ao término delas, as crianças e adolescentes recebem lanches.
O projeto tem como padrinho Marcelo Chierighini, campeão pan-americano e brasileiro e possui incentivo e apoio da Prefeitura de Itu e Lei do Incentivo ao Esporte.

Exemplos

Arthur Moraes Silveira, de 10 anos é um dos exemplos de alunos que melhorou seu desempenho na sala de aula.

“O Arthur começou as aulas de natação em agosto desse ano.Ele era muito tímido, reservado, não gostava de expor suas ideias em público, na escola sempre preferiu ficar na dele. Depois que começou a natação percebi que ele se soltou mais, a professora dele me disse que ele se soltou nas aulas, tem interesse em dar opiniões e até quis participar de um show de talentos. Ele está se sentindo mais confiante nas suas atividades escolares e nos cursos extra curriculares (inglês e futebol)”, comenta Gisele Moraes, mãe de Arthur.

Além da desenvoltura nas aulas e a visível melhora nas notas, os alunos se desenvolvem também socialmente, criando amizades. “Percebi que ele aumentou o ciclo de amigos, antes ele dizia que não tinha muitos amigos e agora fala de vários”, completa Gisele.