Formula E – Francês Jean-Eric Vergne venceu de ponta a ponta – Santiago E-Prix 2018 que foi a quarta etapa da temporada 20181-8

0
13

 

 O francês Jean-Eric Vergne venceu de ponta a ponta! O companheiro dele, o alemão Andre Lotterer, ficou em segundo. O pódio do Antofagasta Santiago E-Prix 2018 teve o suíço Sebastien Buemi (Renault e.dams), em terceiro. -Divulgação
O francês Jean-Eric Vergne venceu de ponta a ponta! O companheiro dele, o alemão Andre Lotterer, ficou em segundo. O pódio do Antofagasta Santiago E-Prix 2018 teve o suíço Sebastien Buemi (Renault e.dams), em terceiro. -Divulgação

 

O Antofagasta Santiago E-Prix 2018 foi a quarta etapa da temporada 20181-8 da ABB Fórmula E e teve 37 voltas ao todo. O circuito de rua na capital chilena reservou disputas acirradas e marcas históricas  sábado (3/1).

Pela primeira vez, a competição dos carros elétricos registrou uma dobradinha inédita nas quatro edições do evento. A equipe indiana Techeetah colocou seus dois pilotos no lugar mais alto do pódio.

O francês Jean-Eric Vergne venceu de ponta a ponta! O companheiro dele, o alemão Andre Lotterer, ficou em segundo. O pódio do Antofagasta Santiago E-Prix 2018 teve o suíço Sebastien Buemi (Renault e.dams), em terceiro.

A disputa entre os dois pilotos da Techeetah teve até um ‘totó amigo’ (um carro encostando no outro), que quase tirou os dois da corrida nas voltas finais.

“Foi perfeita. Fiz a pole postion, terminei em primeiro, não poderia pedir por mais. A corrida foi muito boa e no fim estava guardando bateria para mais uma volta. Tecnicamente, tinha bateria ainda para mais uma volta”, contou o francês Jean-Eric Vergne, também conhecido como JEV.

O francês venceu e ainda de quebra assumiu a liderança do campeonato. O piloto saiu do Chile com mais 28 pontos – 25 da vitória e 3 pela Julius Baer pole position. JEV soma no campeonato 71 pontos no campeonato.

Em segundo está o sueco Félix Rosenqvist (Mahindra Racing) com 66 pontos, que era o antigo líder do geral. O britânico Sam Bird (DS Virgin Racing) é o terceiro com 61 pontos após quatro E-Prix.

O melhor brasileiro na classificação geral é Nelson Piquet Jr (Panasonic Jaguar Racing). Com o sexto lugar em Santiago, o piloto está em quinto no geral com 33 pontos.

”Fiz uma boa largada, ganhei posições e o carro estava bem. Eu acho que tem várias coisas que posso extrair do carro. Com certeza eu tinha um carro para ficar entre os três primeiros nessa corrida. A gente está aprendendo. A partir agora a minha briga é terminar o campeonato lá na frente. Tenho um carro para terminar bem” contou Nelson Piquet Jr.

Quando estava em quarto, Nelson Piquet Jr tentou ultrapassar Sebastien Buemi (Renault e.dams) e acabou rodando. ”O erro do consumo de energia fez com que eu deixasse ele passar. Depois eu tentei atacar, passei do limite, travou a roda e passei reto”, contou o brasileiro.

Lucas Di Grassi (Audi Sport ABT Schaeffler), atual campeão da ABB Fórmula E, mais uma vez abandonou o E-Prix. O brasileiro, que teve problemas técnicos, é o único entre os 20 pilotos que ainda não pontuou.

”Agora precisamos analisar os dados e consertar o que precisa. É muito cedo para dizer o que quebrou”, disse Lucas Di Grassi.

No campeonato paralelo dos construtores, o líder da ABB Fórmula E é o time chinês da Techeetah com 89 pontos contra 87 da indiana Mahindra Racing. A DS Virgin Racing tem 69 pontos.

Ainda sobre o Antofagasta Santiago E-Prix 2018. A prova teve todos os ingressos vendidos. Entre 10 e 12 mil pessoas estiveram na região central da capital chilena para ver os carros elétricos. A temperatura média durante a tarde de sábado foi de 30 graus. Foi a primeira vez que a corrida desembarcou no Chile.

O próximo E-Prix da temporada 2017-18 da ABB Fórmula E será na Cidade do México, em 3 de março de 2018. Em 2017, o vencedor na pista mexicana foi Lucas Di Grassi.

d

Saiba mais sobre a prova mexicana

Os ingressos vendidos para a prova no autódromo Autódromo Hermanos Rodríguez serão revertidos às obras de reconstrução da capital do México, que sofreu um terremoto em setembro do ano passado.


Fonte – Flávio Perez –  Onboard Sports