Valentina Roma e Renato Lunetta garantem vaga no Mundial da Juventude 2024, em Garda, na Itália

0
60

Velejadores foram os campeões do Ranking Nacional de Vela Jovem Sub-19 da Classe ILCA 6

O Brasil conheceu essa semana os atletas que irão representar o país na Classe ILCA 6 no Mundial da Juventude 2024, que será realizado em Garda, Itália, entre os dias 13 a 20 de julho de 2024. Valentina Roma, 15 anos, (Cabanga Iate Clube de Pernambuco) e Renato Lunetta, 15 anos, (Iate Clube de Brasília), conseguiram a vaga depois do desempenho na temporada de 2023, que resultou no título do Ranking de Vela Jovem Sub-19 da Classe ILCA 6.

No último sábado (17), Valentina conquistou o primeiro título no ILCA 6 em 2024. A jovem venceu o Brasileiro Sub-17, realizado no YCSA – Yacht Club Santo Amaro. Já Renato, assegurou a medalha de prata do campeonato nacional.

“Muito feliz em ter a chance de representar o Brasil neste campeonato tão divertido que é o Mundial da Juventude! Sou muito grata a minha família e aos meus técnicos Edival Júnior e Tiago Monteiro, que me acompanharam até aqui. Partiu Garda!”, disse Valentina Roma, velejadora do Brasil.

“A temporada de 2023 foi muito legal. Consegui fazer boas regatas em competições de alto nível. O meu pensamento já está no Mundial e vou continuar buscando velejar meu máximo nas competições nacionais para chegar bem no Mundial. É uma honra representar o Brasil!”, finalizou Renato Lunetta, atleta do Brasil.

Os velejadores Renato Lunetta, Thomas Potthoff (Veleiros do Sul) e João Marcelo (Rio Yacht Club) formaram o pódio do Ranking masculino. Já no feminino, Valentina Roma, Antonella Dalpiaz (Veleiros do Sul) e Maria Brum (Iate Clube do Rio de Janeiro) foram as três melhores atletas do Ranking, organizado pela BRASILCA – Associação Brasileira da Classe ILCA.

O Mundial da Juventude 2023 foi realizado em Búzios, no Rio de Janeiro. A competição com organização pela World Sailing e CBVela – Confederação Brasileira de Vela teve presença de 11 classes na disputa, incluindo ILCA 6, 420, 29er, Nacra 15, Fórmula Kite e iQFoil. A delegação brasileira contou com 14 atletas na delegação e comemorou o título de Joana Gonçalves e Gabriela Vassel, no 420.

Apoio à vela Jovem

A vela brasileira tem como destaque o Núcleo de Base do programa da Confederação Brasileira de Vela – CBVela junto ao Ministério do Esporte pelo Convênio 920223/2022.

O projeto ajuda no fomento à modalidade desde o ano passado. Sede da Rio 2016 e de outros grandes eventos da vela, a Marina da Glória, na capital fluminense, recebe adolescentes entre 13 e 17 anos para treinos visando eventos nacionais e internacionais da Vela Jovem. Outros campings de treinamento foram realizados no Clube Naval Charitas, em Niterói (RJ).

O trabalho leva jovens atletas a se aperfeiçoarem na modalidade, com o propósito de levá-los ao alto rendimento, incluindo participações em classes olímpicas e pan-americanas.

Sobre a CBVela

Confederação Brasileira de Vela (CBVela) é a representante oficial da vela esportiva do país nos âmbitos nacional e internacional. É filiada à Federação Internacional de Vela (World Sailing) e ao Comitê Olímpico Brasileiro (COB).

A vela é a modalidade com o maior número de medalhas de ouro olímpicas na história do esporte do Brasil: oito. Ao todo, os velejadores brasileiros já conquistaram 19 medalhas em Jogos Olímpicos.

Foto: World Sailing