Como transformar nutricionistas em empreendedores de sucesso em apenas 21 dias

0
47

Conheça a teoria das três semanas e como desafios como o do Nutrição Sem Fronteiras transformam carreiras

Você conhece a Teoria dos 21 dias? O conceito existe desde 1950, quando o médico norte-americano Maxwell Maltz constatou que seus pacientes levavam 21 dias para se habituar com as mudanças ocasionadas após cirurgias. Com o tempo, a aplicação prática desse conceito em diferentes áreas consolidou o período de três semanas como o mínimo para incorporar novos hábitos e sustentar mudanças de forma duradoura.

“A Teoria dos 21 dias surgiu por meio da adaptação de pessoas a mudanças físicas, lembrando que Maltz era cirurgião plástico e especialista em amputações. Após três semanas, seus pacientes assumiam novos comportamentos, aceitando as mudanças, fossem faciais ou mesmo a falta de algum membro. O tempo passou e esse método foi muito associado a desafios, como dietas, por exemplo. Hoje, sabemos por experiência própria que esse conceito pode ser aplicado aos negócios, com altas taxas de sucesso”, explica Samir Bayde, nutricionista e fundador do Nutrição Sem Fronteiras, maior escola de Empreendedorismo para Nutricionistas da América Latina.

Bayde concorda com outros especialistas sobre a condição de prazo mínimo para mudanças. “Os desafios de 21 dias em termos de business são como um intensivão, um mergulho de aprendizado e treinamento básico que geram resultados imediatos e que preparam, ao mesmo tempo que motivam, para uma imersão mais profunda para a verdadeira metamorfose de um profissional – seja de qualquer área – em empresário”, comenta o nutricionista, que é mentor especializado em estratégias de escala para profissionais da nutrição e criador do Modelo de Negócios de Consultorias Premium e do Método Check-in.

Os números comprovam o acerto da aplicação das metodologias e das mentorias do Nutrição Sem Fronteiras. Somente em 2023, a escola de negócios gerou um impacto superior a R$ 30 milhões em faturamento (apenas em placas auditadas) para nutricionistas de todo o Brasil. No total, a Metodologia Sem Fronteiras ajudou profissionais a faturarem, juntos, mais de R$50 milhões. “Quando me formei em nutrição, confesso ter ficado chocado ao saber que o rendimento médio da categoria, tão importante para promoção de saúde e qualidade de vida, era de R$ 3 mil por mês. Então, fui estudar e, ao lado da Lais Vilar, minha sócia e esposa, desenvolvemos ferramentas com a capacidade de elevar essa média para R$ 10 mil semanais”, conta Samir.

O próximo passa da escola de negócios na jornada para ensinar profissionais a migrar do ultrapassado conceito de consultas para consultorias, é o Desafio Nutrição Sem Fronteiras 2024, que vai ensinar como transformar a carreira de nutricionistas em 21 dias. Por meio de ensinamentos, treinamento, ferramentas e metodologia exclusivos, a NFS vai conduzir cada um dos selecionados à oportunidade de faturar, no mínimo, R$ 10 mil em três semanas.

Foi essa meta que Samir Bayde conseguiu com os participantes dos Desafios anteriores. “Ensinamos como criar Consultorias Premium e, a partir dessa mudança, ou seja, ao evoluir da simples consulta para consultorias, os nutricionistas percebem a mudança no bolso, com faturamento que chega a R$ 40 mil no mês e pode ir muito além”, explica ele, que completa. “Para chegar aos objetivos, oferecemos acompanhamento direto e intenso tanto comigo como com o time que tem gerado milhões de reais em faturamento para nutricionistas. Selecionamos ações e estratégias já geraram resultados comprovados para criar uma trilha à prova de erros.”

As inscrições para o Desafio Nutrição Sem Fronteiras 2024 estão abertas e podem ser feitas nesse link: Desafio Nutrição Sem Fronteiras 2024 – Samir Bayde (baydeteam.com.br).

Para obter mais informações e garantir vantagens exclusivas do Nutrição Sem Fronteiras, é possível ingressar no Grupo VIP. Para isso, basta acessar o link: Desafio NSF 2024 – Pré venda – Samir Bayde (baydeteam.com.br)

Mais informações:
site:https://baydeteam.com.br
Instagram:
 @nutri.semfronteiras
@samirbayde

Foto: NSF / Divulgação