Brasil fica no Top 8 na Copa do Mundo de Vela

0
141

Na semifinal da SSL Gold Cup, Seleção Brasileira de Vela fica em quarta lugar

O Brasil finalizou entre as oito melhores seleções do mundo na inédita SSL Gold Cup, a Copa do Mundo da Vela. Neste sábado (2), a Seleção Brasileira de Vela ficou em quarto lugar na regata semifinal, disputada em Las Palmas, na Espanha.

A equipe liderada por Robert Scheidt e Martine Grael foi superada por Itália e Holanda, que avançaram à grande final deste domingo (3). A Grã-Bretanha também ficou pelo caminho. Na outra semifinal, Espanha e Hungria garantiram a vaga, deixando Nova Zelândia e França atrás.

A regata semifinal foi bastante equilibrada, com o Brasil perto dos líderes até o contorno da segunda bóia, mas no último trecho o time não conseguiu alcançar os dois classificados. A prova, que teve 45 minutos de duração, foi realizada com chuva e ventos de nordeste de até 16 nós nas Ilhas Canárias.

”A gente sabia que a regata seria resolvida em detalhes e foram alguns momentos que definiram o resultado. Tivemos algumas oportunidades e não conseguimos aproveitar. A velocidade no contra-vento não estava excelente. Mas a campanha foi ótima, a gente conseguiu se superar como grupo, entramos com uma energia super positiva para essa regata, mas não veio o resultado”, contou Robert Scheidt, comandante do barco.

”Só temos que agradecer a cada um dos velejadores que aceitou participar dessa campanha. Além dos patrocinadores Sertrading, SubSea 7 S.A. e Allcatrazes por nos apoiar. A Copa do Mundo SLL Gold Cup é um evento maravilhoso e espero que em breve a gente monte mais uma equipe forte para disputar”.

O CEO e coach da equipe em Las Palmas foi Bruno Prada. O medalhista olímpico elogiou o projeto e o desempenho dos atletas na Star Sailors League Gold Cup. ”A equipe cresceu rodada a rodada e enfrentou os melhores do mundo. Só na nossa final eram os Top 3 do ranking mundial contra a Seleção Brasileira. Lutamos até o fim pelo resultado e todos estão de parabéns”.

A SSL Gold Cup é um evento especial da World Sailing e contou com as melhores 56 nações de vela no mundo. Após os mata-matas, apenas restaram os quatro países finalistas: Espanha, Hungria, Itália e Holanda.

Com semelhança das principais Copas do Mundo em outros esportes, a SSL Gold Cup é um evento de igualdade de oportunidades com barcos SSL47. O barco brasileiro ganhou em 2022 o patrocínio da Sertrading, uma das maiores empresas de comércio exterior do país, e da Subsea 7 S.A., que apoiam o time. Além da marca de mochilas e equipamentos para atividades outdoor Allcatrazes.

A união entre Sertrading e Subsea 7 S.A com a Seleção Brasileira de Vela foi idealizada por Bruno Prada, companheiro de Robert Scheidt nas medalhas de Pequim 2008 e Londres 2012, e CEO do barco brasileiro.

Sobre a SSL Gold Cup

A SSL Gold Cup reúne desde seu início 56 nações entre os membros da World Sailing para coroar a melhor nação da vela a cada dois anos. Em um esporte mecânico em que a corrida pela tecnologia pode atrapalhar a corrida pela glória, a SSL busca uma competição igualitária, em que o talento dos velejadores está na vanguarda, e os campeões se tornam heróis inspiradores de novas gerações. A SSL é um evento especial da World Sailing desde 2017.

Como na Copa do Mundo de futebol, as primeiras rodadas de qualificação selecionam os times que avançam para as fases eliminatórias. Todas as regatas são disputadas com flotilhas de quatro barcos em cada, até as quartas de final. As equipes serão colocadas em chaves, com os oito primeiros colocados garantidos nas quartas-de-final.

Duas flotilhas de quatro competem nas quartas-de-final para selecionar as quatro equipes que participam da única regata da Grande Final. O vencedor da Grande Final será coroado como a Melhor Nação da Vela. A SSL criou um formato inovador. E os fogos de artifício ao final do evento prometem dar um desfecho dramático para esta incrível competição global.

Mais informações em https://goldcup.starsailors.com/

Foto: Martina Orsini