Crioula é o Fita-Azul da Regata 100 anos – Atrevida por Boreste – Marinha do Brasil

0
181

O barco Crioula conquistou o cobiçado título de Fita-Azul na Regata 100 anos – Atrevida por Boreste – Marinha do Brasil, que inaugurou a 50ª edição da Semana Internacional de Vela de Ilhabela. A equipe gaúcha completou a prova cruzando a linha de chegada às 23h12 de domingo (23), após quase 11 horas de desafio.

O veleiro TP52, liderado pelo atleta olímpico Samuel Albrecht, enfrentou uma regata com condições de vento bastante variáveis desde a largada no Canal de São Sebastião. Em diversos pontos da travessia de 50 milhas náuticas, os barcos da classe ORC ficaram quase imóveis.

Inicialmente, a equipe do Crioula estava atrás dos argentinos do Sandokan, que foram os primeiros a contornar a ilha de Alcatrazes, já no final da tarde de domingo. No entanto, ao retornarem para o Yacht Club de Ilhabela, os gaúchos recuperaram a liderança, aproveitando as características do veloz TP52, e terminaram em primeiro lugar.

Samuel Albrecht comentou sobre a regata desafiadora: “Foi uma prova difícil, exigindo paciência e habilidade com pouco vento! Tomamos muitas decisões táticas para escolher o melhor caminho. Na segunda parte da prova, conseguimos velejar bem, e por sorte, chegamos à frente”. Ele também compartilhou o sonho de conquistar uma medalha olímpica em Paris 2024 na classe NACRA 17.

O segundo lugar na regata foi conquistado pelo Phoenix, de Mauro Dottori e Fábio Cotrin, seguido pelo barco argentino Sandokan.

A denominação Fita-Azul é concedida ao barco que cruza a linha de chegada em primeiro lugar, independentemente da categoria ou tipo de barco. Após a chegada do último veleiro da categoria, a Semana de Vela de Ilhabela calculará os resultados no tempo corrigido, levando em conta a fórmula utilizada em competições de vela oceânica para equiparar resultados entre barcos de diferentes tamanhos e áreas vélicas.

Além da classe ORC, representada pelo vencedor Crioula, a 50ª Semana Internacional de Vela de Ilhabela conta com a participação de 130 veleiros nas categorias HPE30, Clássicos, C30, BRA-RGS, Bico de Proa, Multicascos e HPE25. As equipes representam 56 clubes e marinas do Brasil e da Argentina.

A próxima disputa da SIVI será na terça-feira (25) com a Regata Eduardo Souza Ramos.

Foto: Matias Capizzano