Velejadores dos barcos Ambipar e Phytoervas brilham na SIVI Monotipos

0
89

Os atletas das embarcações Ambipar Response e Phytoervas 4Z participaram da abertura das regatas da 50ª edição da Semana Internacional de Vela de Ilhabela.

Marcelo Bellotti e Douglas Said alcançaram a medalha de prata na classificação geral do Snipe e conquistaram o ouro na categoria sênior.

Renata Bellotti velejou ao lado de Paola Prada e ficaram com a medalha de ouro na categoria feminina.

A Semana de Monotipos ocorreu no último fim de semana, nos dias 14, 15 e 16 de julho.

Com 16 duplas na classe Snipe, Marcelo Bellotti, Douglas Said e Renata Bellotti conseguiram alcançar o pódio após seis regatas com ventos fracos e intensos.

Marcelo Bellotti e Douglas Said já formam uma dupla na classe Snipe, o que garantiu a sétima colocação nesta temporada no Sudeste de Snipe.

Renata Bellotti, capitã da tripulação feminina do barco Phytoervas, foi convidada por Paola Prada para velejar juntas, e a dupla obteve a vitória na categoria feminina e a 12ª colocação geral.

”A dupla com o Marcelo Bellotti foi ótima, tanto no Snipe quanto para o Soto 40. Trazendo grandes dificuldades na largada, contra vento e montagens de boia! Além da melhoria em tomar decisões rápidas. Fiquei muito feliz em ter feito dupla com ele”, explicou Douglas Said, atleta Ambipar e Phytoervas.

Renata Bellotti, velejadora da Ambipar e Phytoervas, também compartilhou sua satisfação com a participação na competição, ressaltando a satisfação em conquistar a medalha de ouro na categoria feminina, além de expressar a sensação de missão cumprida devido ao alto nível da raia.

”Ficamos muito felizes com nossa participação! Foram regatas bastante acirradas, mas conseguimos chegar na medalha de ouro do feminino! Além do ouro, a colocação geral foi satisfatória pelo alto nível da raia. Então o sentimento foi de missão comprida!”, finalizou Renata Bellotti, velejadora Ambipar e Phytoervas.

A Ambipar Response é uma vertical do Ambipar Group que se especializa em gerenciamento de crises e atendimento a emergências em diversos setores, incluindo ambientais, industriais e médicos, com operações em diferentes continentes.

Já a Phytoervas, fundada em 1986, tem como missão oferecer beleza natural para os cabelos, trabalhando com a extração de ativos naturais e respeitando o meio ambiente em sua produção.

A marca é conhecida por seu pioneirismo no desenvolvimento de shampoos sem sal e por sua abordagem vegana e cruelty-free, além de oferecer produtos para cuidados com o corpo e a casa.

Foto: Will Carrara