Martine Grael e Kahena Kunze conquistam a medalha de prata em Evento-teste para Paris 2024

0
149
Foto: Sailing Energy

Brasileiras ficam em sexto lugar na medal race neste domingo (16) em Marselha, França

As bicampeãs olímpicas Martine Grael e Kahena Kunze conquistaram a medalha de prata no Evento-teste da vela dos Jogos Olímpicos de Paris 2024. Na medal race, conhecida também como regata da medalha, disputada neste domingo (16), em Marselha, na França, as brasileiras da classe 49erFX ficaram em sexto lugar.

A bordo do novo barco apelidado de Elba, as brasileiras entraram na regata final, que valia pontuação dobrada e não tinha descarte, em terceiro lugar. Logo na largada, Martine e Kahena tomaram uma punição pela regra 42 (propulsão). Mesmo assim se recuperaram e terminaram em sexto lugar, pontuação suficiente para a medalha de prata no geral.

“Foi uma semana de vento forte. Acabamos pegando todos os picos de vento do dia em nossos horários de regata. Isso acabou nos surpreendendo, mas foi bom, porque é a condição que mais precisamos melhorar”, disse Martine.

“Levamos essa semana como um teste mesmo, para termos uma visão sobre as raias, campo de regata, estrutura interna, calor, alojamento e tudo o que é relacionado à adaptação. Tudo isso foi importante. Sabemos o que precisamos melhorar daqui para frente”, avaliou Kahena.

O ouro foi para as holandesas Odile Van Aanholt e Annette Duetz com 47 pontos perdidos. Martine e Kahena fechara,m com 77 e o bronze ficou para Vilma Bobeck e Rebecca Netzler com 81. As suecas não foram para a água na final devido a uma contusão de Rebecca Netzler.

“Infelizmente, corremos essa regata sem a tripulação sueca. Gostaríamos muito que elas estivessem lá para disputar conosco, mas faz parte do esporte”, disse Martine.

A dupla contou com o apoio do Comitê Olímpico do Brasil (COB) para o Evento-teste.

O próximo desafio das brasileiras na classe 49erFX será o Mundial de todas as classes em Haia, na Holanda, entre os dias 11 e 18 de agosto. A competição define as primeiras oito vagas de países para os Jogos Olímpicos de Paris 2024.

Outras serão preenchidas nos Jogos Pan-Americanos de Santiago, entre outubro e novembro, onde Martine e Kahena irão defender a medalha de ouro conquistada em Lima 2019.

Sobre Martine Grael e Kahena Kunze

Uma das parcerias mais vitoriosas da vela mundial, Martine e Kahena têm mantido o Brasil no patamar dourado da modalidade nas últimas décadas. Filhas dos icônicos Torben Grael e Cláudio Kunze, respectivamente, as atletas conquistaram o primeiro título juntas em 2009, o do Mundial Júnior da classe 420.

Após quatro anos em rumos distintos, elas retomaram a dupla em 2013 e trilharam um caminho de sucesso, que teve como pontos altos os ouros nos Jogos Olímpicos Rio 2016 e Tóquio 2020, além do título mundial de 2014, os vice-campeonatos mundiais de 2013, 2015, 2017 e 2019, e a conquista dos Jogos Pan-Americanos Lima 2019, entre outros.

Em busca do tricampeonato olímpico, as velejadoras contam com o patrocínio de Prada, Energisa, Magic Marine e Gottifredi Maffioli, além de serem apoiadas pelos programas Bolsa Atleta e Lei de Incentivo ao Esporte (LIE) e CBVela.