Mais de 400 baleias já passaram pela raia da SIVI

0
212

O período de realização Semana Internacional de Vela de Ilhabela, maior evento da modalidade na América do Sul, coincide com o movimento migratório de baleias rumo a Abrolhos (BA) passando pelo litoral norte, mais precisamente no Canal de São Sebastião.

Já foram registradas mais de 400 baleias jubarte cruzando a raia da competição em Ilhabela (SP). Por isso, a organização da SIVI e o diretor de meio ambiente do Yacht Club de Ilhabela, Julio Cardoso, alertam os competidores para evitar colisões e curtir esse espetáculo da natureza.

Apesar das baleias subirem mais cedo para o Nordeste, é provável, de acordo com especialistas, que os velejadores das regatas de 22 a 29 de julho devem ter companhia de animais. Desde 2016, a Semana Internacional de Vela de Ilhabela recebe visitas frequentes de baleias, que se juntam a golfinhos na raia das provas.

A principal orientação da Semana Internacional de Vela de Ilhabela é fazer com que todos a bordo estejam atentos à rota das baleias e avistá-las o mais cedo possível, mantendo uma distância segura. Isso permite que os velejadores possam apreciar esses magníficos animais sem interferir em seu comportamento natural.

”Muitas jubartes entram pelo canal e com isso fica difícil de manobrar o barco, principalmente os grandes. Para fazer uma mudança de rota, por exemplo, exige tempo e atenção! É o mesmo caso dos navios e o protocolo é o mesmo. A dica é dar maior distância para dar tempo de se safar!”, explicou Julio Cardoso.

”Quando encontramos baleias ou golfinhos temos que reduzir a velocidade do barco para menos de 12 nós, não perseguir, nem bloquear seu caminho e se aproximar com cuidado pela lateral até o máximo de 100 metros”.

Ao identificar a presença de uma baleia, é importante desviar o curso o mais rápido possível, buscando se afastar da rota que o animal está seguindo. Evitar se aproximar demasiadamente ajuda a evitar colisões e perturbações desnecessárias.

É imprescindível não parar na frente das baleias ou persegui-las. Essas ações podem causar estresse e perturbação aos animais, interferindo em seus padrões de comportamento natural.  Essas diretrizes visam garantir um convívio harmonioso entre os velejadores e as baleias, respeitando o ambiente marinho e minimizando qualquer impacto negativo.

Outros pontos destacados pelo ambientalista incluem a redução do despejo de esgotos, poluentes, que podem trazer doenças para a fauna marinha. Finalmente vale lembrar que as baleias e golfinhos se comunicam por sons e se orientam dessa forma e a poluição sonora no mar é algo para também estarmos atentos!

Sobre a Semana Internacional de Vela de Ilhabela

Para a edição de 2023, estão convidadas as classes HPE30, ORC, Clássicos, C30, BRA-RGS, Bico de Broa, Multicascos e HPE25. Os mais de 100 barcos esperados para as regatas de julho participarão de provas em percursos variados ao longo da semana.

Além das competições, a Semana Internacional de Vela de Ilhabela também oferece uma série de atividades culturais e sociais dentro e fora do Yacht Club de Ilhabela, como shows, exposições e palestras.

A competição abre no domingo, 23 de julho, com a tradicional Regata 100 anos – Atrevida por Boreste – Marinha do Brasil. A travessia tem mais de 50 milhas náuticas e contorna a icônica ilha do litoral norte paulista. A organização fará, ao longo da semana, regatas de acordo com as condições de mar e vento, podendo ser no Canal de São Sebastião ou nas raias mais ao norte e ao sul da ilha.