2023, a The Ocean Race, a regata mais extraordinária e difícil do mundo, completa 50 anos e, pela primeira vez na história, chegará à Itália.

0
350
06 November 2022, The Grand Finale of The Ocean Race will celebrate the 50th anniversary of the event with a Legends regatta.

Em 2023, a The Ocean Race, a regata mais extraordinária e difícil do mundo, completa 50 anos e, pela primeira vez na história, chegará à Itália.

A largada está prevista para 15 de janeiro de Alicante (Espanha) e a chegada está prevista para Génova com a “Grande Final” de 24 de junho a 2 de julho de 2023. Gênova torna-se assim a capital mundial da vela. No novo Levante Waterfront, o Ocean Live Park será montado com inúmeros eventos e uma previsão de mais de 300.000 presenças. Além da chegada da 14ª edição da The Ocean Race, haverá a “In Port Race” e a “The Ocean Race Legends 50th Anniversary Regatta”.

E antes que o mundo “chegue” a Gênova, a capital da Ligúria viajará ao redor do mundo com um (Pavilhão)”Business Lounge” em cada etapa onde a excelência do território da Ligúria e do “Made in Italy” será promovida.

  “O valor da The Ocean Race for Genoa, além do grande prestígio esportivo da iniciativa, é promover nossa cidade no mundo: sua beleza, grandes atrações, comida e vinho, clima, tradições”, destaca o prefeito de Gênova, Marco Bucci.

“Mas também os processos inovadores, uma realidade em plena evolução capaz de sediar a fase final de um evento de classe mundial como o que estamos prestes a experimentar. Com esta abordagem, estamos nos preparando para começar a trazer Gênova ao mundo graças à The Ocean Race. Nas seis etapas em que a vila estará presente traremos nosso orgulho, nossa beleza, nosso estilo esperando o dia 24 de junho de 2023, quando será a nossa vez de fazer as homenagens. Estamos prontos para enfrentar o grande desafio que esperamos há anos. Toda a cidade estará envolvida e mostraremos do que os genoveses são capazes!”

 

“Estamos nos aproximando de um evento histórico e há muito esperado”, explica o presidente da Região da Ligúria, Giovanni Toti. “Pela primeira vez, a vela ao redor do mundo, um dos eventos esportivos mais importantes do mundo, terminará no Mediterrâneo, e não em um lugar aleatório, mas em Gênova, cada vez mais a capital não apenas da navegação, mas também da vela. Gênova será coroada rainha dos mares e está pronta para mostrar a todos sua beleza. Através da The Ocean Race, a excelência de Gênova e Ligúria também será promovida para um público de mais de 2 milhões e meio de pessoas. Uma promoção do território que trará grande visibilidade à nossa bela região, pronta para receber os muitos turistas que virão aqui para o evento”.

06 November 2022, The Grand Finale of The Ocean Race will celebrate the 50th anniversary of the event with a Legends regatta.

Salão de Honra

A apresentação no Salão de Honra do Coni contou com a presença das mais importantes autoridades institucionais e esportivas. Do Ministro das Políticas do Desporto e da Juventude, Andrea Abodi, ao Vice-Ministro das Infraestruturas, Edoardo Rixi. Com a prefeita Bucci também a conselheira de esporte e turismo do município de Gênova, Alessandra Bianchi. E novamente Giovanni Malagò (presidente do CONI), Silvia Salis (vice-presidente do CONI), Giovanni Toti (presidente da Região da Ligúria), Evelina Christillin (presidente do Comitê Diretor Genova Grand Finale), Francesco Ettorre (presidente da FIV) e Mauro Pelaschier (marinheiro oceânico).

“Gênova e Ligúria atingiram a marca, trazendo pela primeira vez na Itália um evento que não é apenas esportivo”, sublinha o ministro Andrea Abodi. “A Ocean Race é muito mais do que uma competição, é uma aventura maravilhosa, que coloca um importante setor industrial em primeiro plano e busca proteger o meio ambiente. O desporto pode ser simultaneamente um testemunho da dinâmica social e uma formidável ferramenta de comunicação. Sublinho também o grande esforço financeiro que tem apoiado a cidade de Génova – continua Abodi – 400 milhões de investimento, 150 públicos e 250 privados para a nova Frente Marítima do Levante. Isso acontece porque há uma visão: não é um quadro, mas um filme de desenvolvimento da cidade. Espero que, de 24 de Junho a 2 de Julho, em Génova, haja uma presença viva de todo o sistema do país e que para o futuro haja uma nova candidatura, porque estes acontecimentos precisam de continuidade ao longo do tempo: merecemos mais do que uma fase final”.

“Um grande evento internacional que relança a Itália como autêntica protagonista do Mar Mediterrâneo. Uma competição e, ao mesmo tempo, uma aventura que coloca o mar no centro das atenções, com uma forte consciência da sustentabilidade. Os barcos que partem de Alicante atravessarão o mundo antes de chegar a Gênova, uma longa jornada na qual serão mensageiros da paz. É uma honra para Gênova e para toda a nação sediar sua chegada”, destaca Edoardo Rixi, vice-ministro da Infraestrutura.

“A chegada da The Ocean Race é um prestígio para Gênova e Ligúria, mas também e acima de tudo para todo o sistema esportivo italiano”, sublinha o presidente do CONI, Giovanni Malagò. “Somos apreciados pela nossa história, pelos resultados, mas também pela capacidade de organizar estes grandes eventos”, conclui Rixi.

 

Barcos

Até o momento, cinco barcos confirmaram sua participação na classe Imoca: 11th Hour Racing Team de Charlie Enright e Mark Towill (EUA), Team Malizia de Boris Herrmann (GER), GUYOT environnement – Team Europe de Benjamin Dutreux e Robert Stanjek (FRA/GER), Biotherm de Paul Meilhat (FRA), Holcim – PRB de Kevin Escoffier (FRA). O registro oficial de outros barcos é esperado para as próximas semanas. Há dois velejadores italianos competindo: Francesca Clapcich e Giulio Bertelli. O velejador de Trieste, olímpico em Londres 2012 e Rio de Janeiro 2016 no 49er, estará a bordo da 11ª Equipe de Corrida de Horas, enquanto Bertelli, protagonista da última America’s Cup com Luna Rossa, se juntará a Paul Meilhat a bordo da Biotherm.

 

 

Genova The Grand Finale

“A nomeação com a The Ocean Race – Genova The Grand Finale representa para a Federação Italiana de Vela e para a Itália uma das etapas mais significativas do movimento internacional de vela”, explica Francesco Ettorre, presidente da FIV. “Como já apontei várias vezes, houve um grande compromisso de poder trazer uma das regatas mais icônicas do mundo para Gênova. Graças ao compromisso do Município de Gênova, da Região da Ligúria e das instituições nacionais, isso foi possível. A chegada pela primeira vez da Grande Final na Itália, espero que seja um incentivo para poder ter uma tripulação italiana em um futuro próximo”.

“O compromisso é máximo tanto na parte esportiva quanto na parte de comunicação e sustentabilidade”, diz Richard Brisius, presidente da The Ocean Race.E acrescenta – “Este último é um ponto central de todo o projeto e o Processo de Genova é um caminho verdadeiramente extraordinário que nos levará ao projeto de Declaração dos Direitos dos Oceanos a ser apresentado às Nações Unidas. Gênova é o coração desta regata em todo o mundo e lá celebraremos 50 anos com uma extraordinária regata “The Ocean Race Legends 50th Anniversary Regatta”. Cerca de 2000 velejadores participaram da The Ocean Race nesta longa rota. Em Gênova esperamos muitas “lendas” e poderemos ver novamente barcos históricos que escreveram páginas épicas desta magnífica aventura.

Primeira vez em seus 50 anos

A “Grande Final” em Gênova será muito importante. As equipes correrão em direção a uma linha de chegada no Mediterrâneo pela primeira vez em seus 50 anos de história, competindo pelos pontos finais da classificação. E em caso de empate, o posicionamento final da In-Port Race que terá lugar em Génova fornecerá a pontuação para determinar as posições na classificação geral. Gênova, em suma, desempenhará um papel emocionante e decisivo nesta décima quarta edição da The Ocean Race”.