Festival de Velas de Maragogi (AL). -Jangadeiro local Aldair José da Silva, de 71 anos, com a sua experiência venceu a Regata de Jangadas a Vela

0
159
  • O atleta Olímpico Mateus Isaac (BRA7) venceu as regatas de IQFoil, sagrando-se campeão brasileiro, com Giovana Prada (BRA16) no feminino.
  • O Jangadeiro local Aldair José da Silva, de 71 anos, com a sua experiência venceu a Regata de Jangadas a Vela, provando que velejar é igual a andar de bicicleta, jamais se esquece.

O Litoral Norte de Alagoas, após receber o maior Festival de Velas de todos os tempos, realizado em Maragogi, nunca mais será o mesmo. Segundo a organização, todas as expectativas em realizar esse esperado evento foram superadas, com um sucesso tão grande que a Prefeitura, através do Prefeito Sergio Lira, já se comprometeu em realizar a edição de 2023 no mesmo local, considerado, pelos atletas, uma raia com condições ideais para a prática desses esportes aquáticos.

Sendo assim, o sonho do idealizador do evento Marcelo Lacerda, Presidente da AWA – Associação de Windsurf de Alagoas, foi alcançado, proporcionando também uma grande confraternização de atletas de classes diferentes e um reencontro de atletas que, há anos não se viam, devido as mudanças de modalidade. A região provou que pode se tornar a “Capital da Vela” do Brasil. Em novembro de 2023 a façanha de repetir um evento desse porte, agora já chancelado – para quem acreditou num sonho e correu atrás – será um desafio ainda maior, no próximo festival haverá a inclusão de novas modalidades como Laser, Hobie Cat e até mesmo Veleiro Oceânico.

Os resultados da competição em Maragogi, também são válidos para Campeonatos Nacionais. “O Festival valeu para o Circuito Brasileiro de IQFoil, Fórmula Windsurf, Raceaboard, WingFoil, Fórmula Foil, Fórmula Experience e Slalom. Daqui vão sair os melhores velejadores do Brasil ao final desse Campeonato”, comenta Marcelo. As Regatas aconteceram no Pontal do Maragogi, tendo, no sábado, uma long distance partindo do Caminho de Moíses até as Croas de São Bento. “Trajeto encantador para todos os atletas participantes e para os espectadores na praia ou em embarcações”, relembra.

Momento de celebração entre os atletas na presença do Prefeito Sérgio Lira (óculos escuros) e do Secretário de Turismo Diego Vasconcelos (primeiro à esquerda)

Por falar em campeões confira abaixo a lista dos vencedores por categoria:

Windsurf Formula Foil: Fernando Consorte

Windsurf Formula Foil Feminino: Margarida Gil Messias de Morais

Windsurf Raceboard: Fernando Consorte

Windsurf IQFoil: Mateus Isaac

Windsurf IQFoil Feminino: Giovanna Prada

Windsurf Slalom: Jean Franklin

Windsurf Slalom Feminino: Alessandra Aragão

Kitesurf Bidirecional: Adauto Marques Quaresma Junior

Kitesurf Bidirecional Feminino: Alexsandra Souza Ribeiro

Kitesurf Foil: Dudu Mazzocato

Wingfoil: Dudu Mazzocato

Wingfoil feminino: Liana Maia

Jangada a Vela: Marcio e Altair

 

 

 

Um dos eventos mais esperados foi o Desafio RSL da Raceboard, valendo um prêmio de US$ 2 mil patrocinado por Raceboard Sailors, Clinica Miyake e Kasuomiyake. Três regatas foram realizadas com cinco velejadores para definir quem seria o desafiante final para competir com o BIMBA (Ricardo Winick, tricampeão mundial de RSX e vencedor dos jogos Panamericanos). O espanhol Ivan Pastor foi o vencedor desse desafio, levando o trófeu de BIMBA, por dois a um.

Prêmio especial para Jangadeiros

As categorias oficiais e olímpicas foram muito importantes. Mas é preciso destacar uma outra ainda mais especial, que foi a das Jangadas a Vela. Para estimular o retorno da atividade dos Caiçaras, que há mais de dez anos sumiram das Praias, a organização do Festival viabilizou a compra de velas para dez jangadas, gerando a oportunidade de eles voltarem ao mar velejando, competindo durante o Festival e recebendo um prêmio em dinheiro. “Idealizamos esse projeto junto com a Prefeitura de Maragogi. A Regata aconteceu no sábado, com dez Jangadeiros e, o vencedor, foi Aldair Jose da Silva, de 71 anos”, conta Marcelo. Ele recebeu um troféu e um prêmio em dinheiro no valor de R$ 5mil que foi dividido para todos os participantes. Ficando o 1º lugar com $ 1.500 reais e, o saldo, dividido entre os demais oito Jangadeiros que participaram dessa regada tão especial.

O Festival de Velas, idealizado pelo vice-campeão mundial de Windsurf Marcelo Lacerda, 73, conta com a organização da Prefeitura Municipal de Maragogi, juntamente com os amigos velejadores André Maciel, Aline Fernandes, Rafael Modesto, Ricardo Conde e Leonardo Mulim. Contando com o patrocínio do Costa dos Corais Convention Bureau, o apoio fundamental do Trade Turismo Convention, através da presidente executiva Ana Maria Carvalho, que ofereceu 23 acomodações de cortesia para alojar os atletas de destaque e os melhores árbitros nacionais, e por último, não menos importante, o apoio da Associação Brasileira de Windsurf (ABWS).

Veja mais no  Instagram oficial do evento – @festivaldevelas