Deputada federal Geovania de Sá pode ser a primeira mulher a presidir o PSDB/SC

0
252
Deputada federal Geovania de Sá/ Divulgação

 

Deputada federal Geovania de Sá/ Divulgação

Desde o falecimento do ex-deputado Marco Tebaldi, a deputada federal Geovania de Sá, que exercia o papel de sua vice-presidente na sigla, está à frente do PSDB/SC. Até agora e praticamente às vésperas da reunião extraordinária de sábado (30), quando deve ser definido o próximo presidente tucano catarinense, é dela o único nome lançado oficialmente para concorrer à cadeira.

Geovania está em seu segundo mandato como deputada federal. Na última eleição, conquistou o dobro de votos de 2014. E foram 101.937 votos vindo de todos os 295 municípios do estado. Quando ainda comemorava o início de seu segundo mandato, a deputada somou uma grande conquista para os catarinenses. Garantiu a presença de Santa Catarina na mesa diretora da Câmara Federal. Conduz inúmeras sessões, votações e participa de importantes decisões para o país.

A parlamentar acredita que estar em Brasília e próxima às grandes lideranças nacionais pode facilitar as batalhas dos tucanos catarinenses. “Mas, somos imensamente gratos a todos que estiveram à frente do nosso partido até aqui. Conseguimos construir um PSDB forte e que conquistou inúmeras vitórias em Santa Catarina”, agradece a deputada.

No entanto, para ela, devido ao momento político que o Brasil vive, é preciso fortalecer ainda ainda mais as bases e ouvir ainda mais as lideranças tucanas. “São elas que nos repassam o que diz a voz das ruas”, justifica.

“Todos juntos – cada membro, cada vereador, prefeito, vice-prefeito, deputados e ilustres tucanos, que já alcançaram os mais altos cargos – podemos construir um consenso para trabalharmos e sairmos vitoriosos, na eleição de 2020, em todos os municípios de Santa Catarina. É o que acredito e pelo que irei trabalhar ainda mais”, finaliza Geovania.

Informações – a reunião extraordinária vai acontecer no Plenarinho da Alesc, neste sábado, a partir das 14 horas. Conta com a presença de titulares e suplentes do diretório e de filiados do partido.