Noite dos amadores na Semana Internacional de Vela de Ilhabela

0
715
Itajai Sailing Team/ Foto:Adilson Pacheco/RN

A noite foi dos amadores na Semana Internacional de Vela de Ilhabela,  sexta-feira (19). Em sua 46ª edição, o evento premiou os três melhores times na classificação geral das classes ORC e IRC, em cerimônia realizada no Yacht Club de Ilhabela. O objetivo é trazer ainda mais trazer ainda mais velejadores para o principal de vela oceânica na América do Sul, incentivando aqueles que velejam por amor ao esporte, sem entrar no esporte profissional.

Para ser um time amador, os velejadores a bordo precisam apresentar certificado emitido pela World Sailing, entidade que rege a vela mundial, válido até o último dia do evento. Apenas um integrante da equipe pode ser profissional. As equipes amadoras competem na mesma raia da profissional e pode até levar o título  geral se tiver o melhor desempenho, saindo de Ilhabela com dois títulos,  sábado (20).

Eduardo Grigaitis | Balaio de Ideias

O Inaê 40 (Bayard Freitas Umbuzeiro) foi o campeão entre os amadores da classe IRC, seguido pelo Rudá (Guilherme Eduardo Hernandez) e o Itajaí Sailing Team (Alexandre Gusmão). Na ORC, o San Chico 3 (Francisco Freitas) ficou em primeiro lugar, com o Bijupirá Capemisa em segundo e o Dourado (os dois do Grêmio de Vela da Escola Naval) em terceiro.

“O prêmio aos amadores foi muito bem recebido, foi uma alegria fazer aqui no clube, de forma mais caseira”, disse Mauro Dottori, diretor de vela do Yacht Club de Ilhabela. “O pessoal adorou, e ficou um clima de quase fim de Semana de Vela. Já está dando vontade de participar de outra, nem acabou essa.”

Campeões do Torneio por Equipes/Foto: Adilson Pacheco/RN

“Estamos muito satisfeitos com o barco, treinamos muito todas as manobras. E estamos comemorando dez anos velejando juntos em Ilhabela, tem sido uma semana de vela maravilhosa”, comemorou Bayard Freitas Umbuzeiro, comandante do Inaê 40. “Hoje tivemos um vento de leste na primeira regata, variando de 12 a 15 nós. Tivemos a felicidade de escolher um bom caminho e ficamos em segundo lugar. Depois entrou um vento mais forte, de até 16 nós, e nosso barco não rendeu tanto quanto a gente esperava. Mesmo assim terminamos em terceiro lugar. Nós lideramos na IRC, à frente do Rudá, campeão brasileiro de 2014.”

A equipe do Rudá também comemorou o prêmio como segundo colocado no Torneio por Equipes. “Foi muito divertido”, disse o comandante Guilherme Eduardo Hernandez. “Nas regatas de hoje o vento não estava tão forte quanto ontem. Estávamos muito bem na primeira regata, mas infelizmente o vento caiu a quinhentos metros do final e ficamos com o terceiro lugar. Foi uma pena, porque a gente esperava a vitória. Mas conseguimos vencer a segunda regata e estamos aí na briga pelo título da Semana de Vela.”

Campeão amador na classe ORC, o San Chico 3 teve uma celebração em família, unindo as três gerações da vela presentes no barco: o comandante Francisco Freitas, o filho Chico Freitas e a neta Elaine Correia de Freitas, de oito anos.

“Estamos bem contentes pelo campeonato e por termos ganhado o campeonato entre os amadores. Tivemos ontem duas regatas com vento muito forte, vários barcos avariados, e ainda fizemos duas regatas razoáveis. Hoje as duas regatas foram muito boas”, analisou Chico Freitas. “Eu só quero agradecer à tripulação e ao meu filho, que aprendeu comigo no início e hoje é quem me ensina”, completou o comandante Francisco Freitas.