Itajaí Sailing Team projeta participar da Regata internacional Cape to Rio em 2019

0
173

 

O coordenador do time náutico, Alexandre Santos, apresentou o novo barco, novo técnico – André Fonseca Bochecha e Projetos para os próximos três anos em um evento com a presença do velejador Torben Grael


*Adilson Pacheco
Da Redação
Post:23/03/016-08:06


 

 

Itajaí é a única cidade brasileira a ter uma equipe que a representa no esporte náutico nacional – o Itajaí Sailing Team. Mas o barco da cidade portuária – que já recebeu duas paradas da Volvo Ocean Race e outras duas regatas francesas Transat Jacques Vabre – já tem projeção para participar de sua primeira regata internacional a Cape to Rio, uma regata transoceânica entre a Cidade do Cabo, na África do Sul, e o Rio de Janeiro em janeiro de 2019.

Para adquirir experiência em travessias oceânicas, no entanto, antes de disputar a Cape To Rio de Janeiro, os velejadores vão participar de competições no Caribe e também em países da América do Sul como Argentina, Chile e Uruguai.

Alexandre Santos, coordenador do Itajaí Sailing Team apresentou para Santa Catarina e Brasil – um ousado projeto de vela. Um time que compra o barco do Torben Grael e contrata um velejador do porte de André Fonseca Bochecha para ser o técnico – está pensando em projetos de grandes proporções. O comando do time é do velejador Marcelo Gusmão

Na manhã de segunda feira, dia 21, – Itajaí marcou um momento histórico na vela brasileira. Primeiro é a única cidade no Brasil a ter um barco que a representa nas competições náutica; segunda um padrinho do porte de Torben Grael; terceiro grandes patrocinadores e em quarto um time quase 100% local.

Alexandre Santos anunciou oficialmente que a Marina Itajaí será a base do Itajaí Sailing Team

 

Bochecha – o técnico


 

O currículo de Bochecha é extenso na modalidade, com participações em Olimpíadas, Mundiais e regatas oceânicas pelo mundo. Foram três campanhas na Volvo Ocean Race. Em 2005-2006, o velejador esteve no inédito barco Brasil 1. Anos depois, em 2008-2009, fez parte do holandês Delta Lloyd e na edição 2014-2015 da Volvo, integrou a equipe da Mapfre, sendo único atleta do brasileiro da competição.

 

 

Soto 40


 

O Soto 40 é apenas mais um barco na campanha do Itajaí Sailing Team, – um novo barco de 60 pés será construído em um estaleiro de Itajai. A nova embarcação é um projeto do consagrado projetista náutico argentino Javier Soto Acebal e construído no estaleiro MBoats, em Buenos Aires, na Argentina. O novo veleiro da equipe Itajaiense é um Soto 40, considerado um dos mais rápidos da classe Oceano. O barco tem 12,30 metros de comprimento, 3,75 de largura, 2,60 metros de calado, pesa 4.200 quilos e tem um mastro com 19,5 metros contados a partir da linha d´água. Trata-se de um barco planador que apresenta grande performance nos ventos de popa (parte traseira do barco) e través (tomada lateral) e, algumas vezes, veleja acima da velocidade do vento.

 

Classe IRC


 

Desde o começo do ano, o time do Itajaí Sailing Team está disputando o circuito nacional de vela na categoria IRC. A IRC é uma regra de classificação que permite que diferentes projetos de barcos de oceano possam participar da mesma regata. O “rating” de cada barco é calculado levando-se em conta as medidas do barco, seu comprimento, peso, calado e área de vela. O corretor de tempo resultante, o chamado “TCC”, é o handicap do barco. Depois da regata, o tempo real decorrido para completar o percurso de cada veleiro é multiplicado pelo seu TCC, resultando no tempo corrigido. O barco com o menor tempo corrigido é o vencedor da regata.




*Edição – Adilson Pacheco
MTB: 0002362/SC
E-mail: adilsonpachecoredacao@gmail.com.br
Facebook: https://www.facebook.com/adilson.pacheco.75
Facebook: https://www.facebook.com/Regata-News-698702346874230/?fref=ts
Issuu: https://issuu.com/regatanew_sc