HCA e CUFA fazem ação social e esportiva em Sorocaba

0
37

A Central Única das Favela e o HCA – Health Control Assistant promovem, neste domingo (4), uma ação social contra COVID-19 na favela Santa Rosa, em Sorocaba (SP). Os colaboradores da startup farão uma triagem completa das pessoas a partir de 9h e depois classificação dos sintomas, incluindo aferição de pressão arterial, frequência cardíaca e saturação, para posteriormente uma pequena coleta de sangue venoso para aferição de resultados. O processo deve durar no máximo 20 minutos por pessoa.

São esperados mais de 100 moradores na atividade na Favela Santa Rosa. Será feita a distruibuição de álcool em gel e máscara no local para a comunidade

O HCA – Health Control Assistant é um dos parceiros da CUFA e já fez outras ações como a de Sorocaba em São Bernardo do Campo (SP) e São Paulo (SP). ”A ação de Sorocaba é mais uma que promovemos visando a retomada social e econômica do País. A atividade se inicia com medição de temperatura na entrada, disponibilização de álcool gel, além da entrega de máscara e orientação de distanciamento/higiene”, explicou Paulo Pan, diretor do HCA.

As testagens fazem partes das atividades sociais e esportivas do HCA, que está envolvida com importantes instituições do mercado como S.C. Corinthians Paulista, Ethiopian Airlines, Boxing For You e a CUFA.

”Em todas as ações já feitas, as comunidades nos receberam com muito apreço e organização. Buscamos oferecer o melhor para essas pessoas, que estão mais vulneráveis ao vírus por uma série de fatores”.

Sobre a HCA

A startup HCA – Health Control Assistant trabalha para a retomada da integração social e econômica. A ferramenta HCA, também chamada de Passaporte Imunológico COVID-19, conta com estrutura tecnológica própria, em nuvem, para garantir total segurança dos dados, além de recursos como telemedicina, disponibilizando aos colaboradores atendimento remoto por chat e vídeo, prontuário eletrônico com acesso online ao histórico dos colaboradores, e aplicação correta dos testes rápidos e RT-PCR.

Paulo Pan atuante em caráter global nas áreas de Negócio, esporte e desenvolvimento Social, FUNDOU HCA, focado em soluções legítimas e objetivas no combate da pandemia.

O Passaporte Imunológico Covid-19 foi baseado nos protocolos mais atuais estabelecidos pela OMS (Organização Mundial de Saúde) e encontra-se em constante evolução, uma vez que as descobertas sobre Covid-19 não param de surgir em curtos espaços de tempo.

Trata-se de uma solução essencial para que as empresas possam tomar decisões conscientes e assertivas, minimizando os riscos de contágio”, afirmam os Cofundadores. A legislação brasileira, ANVISA, determina a contratação de profissionais de saúde para a aplicação e interpretação do exame. Em caso de resultado positivo, é responsabilidade das instituições de saúde reportar o resultado para as autoridades sanitárias.

A estrutura de processos do HCA faz ainda uso de dados colhidos e aplicados por profissionais de saúde, cruzando informações com a ajuda da inteligência artificial.

Sobre a CUFA

A CUFA (Central Única das Favelas) é uma organização brasileira reconhecida nacional e internacionalmente nos âmbitos político, social, esportivo e cultural que existe há 20 anos. Foi criada a partir da união entre jovens de várias favelas, principalmente negros, que buscavam espaços para expressarem suas atitudes, questionamentos ou simplesmente sua vontade de viver.

Tem o rapper MV Bill como um de seus fundadores. MV Bill já recebeu diversos prêmios devido à sua ativa participação no movimento hip hop. Por exemplo: a ONU (Organização das Nações Unidas) para a Educação, a Ciência e a Cultura o premiou como uma das dez pessoas mais militantes no mundo na última década.

Além dele, a CUFA conta com Nega Gizza, uma forte referência feminina no mundo do rap, conhecida e respeitada por seu empenho e dedicação às causas sociais. Tem ainda o produtor Celso Athayde como coordenador geral.

A CUFA promove atividades nas áreas da educação, lazer, esportes, cultura e cidadania, como grafite, DJ, break, rap, audiovisual, basquete de rua, literatura, além de outros projetos sociais. Além disso, promove, produz, distribui e veicula a cultura hip hop através de publicações, discos, vídeos, programas de rádio, shows, concursos, festivais de música, cinema, oficinas de arte, exposições, debates, seminários e outros meios. São as principais formas de expressão da CUFA e servem como ferramentas de integração e inclusão social.