Itajaí: Barco brasileiro Zetra segue na sexta colocação da Class40 na Transat Jacques Vabre

0
144

Zetra (2)

 

 

 

Uma regata francesa com gosto de verde-amarelo: A dupla do campeão olímpico Eduardo Penido e do empresário Renato Araújo avança com ventos de até 18 nós beirando a costa africana

 


Edição – Adilson Pacheco
Fonte – Flávio Perez/Onboardsports
Post – 5/11-10:45


 

O barco brasileiro Zetra segue na sexta colocação da Class40 na Transat Jacques Vabre 2015. A dupla do campeão olímpico Eduardo Penido e do empresário Renato Araújo avança com ventos de até 18 nós beirando a costa africana após uma navegação lenta pelas Ilhas Canárias. A passagem de um anti-ciclone pelo Atlântico Norte causou uma calmaria atrapalhando a evolução do Zetra e dos outros barcos que estavam na região. Mas, os brasileiros optaram por uma aproximação ao continente africano para achar mais vento e andar. Deu certo!

”As últimas 24 horas foram as melhores até agora. Tivemos a nossa principal média, fazendo 250 milhas em um dia. A estratégia que a gente arriscou está funcionando. Ainda estamos mais a Leste, mas logo logo vamos dar o bordo pra Oeste”, disse Renato Araújo. ”É preciso esperar a mudança do vento – prevista para o período da tarde – para seguir a Oeste de vez, passando por Cabo Verde. Nesse momento temos mais vento do que nossos adversários diretos. A gente escapou da calmaria e pegou vento bom na costa da África”.

Durante a calmaria, a dupla conseguiu corrigir o problema na vela de proa e no enrolador que ficaram danificados na passagem por um mau tempo. ”Perdemos muito tempo na calmaria das Ilhas Canárias e consertamos. Digo que uma situação com pouco vento é pior do que uma tempestade. Estamos zerados agora! O final de prova tem tudo para ser mais tranquilo”, contou Renato Araújo.

O Zetra pode se dar bem com essa estratégia de navegar mais a Leste do que seus adversários que estão atrás. Já mirar a quinta colocação é um desafio muito distante, pois os brasileiros estão 400 quilômetros atrás do TeamWork40. Para o líder Le Conservateur são 1.300 quilômetros.

Parada prevista

O barco Solidaire en Peloton ARSEP, terceiro colocado na disputa da Class40 na Transat Jacques Vabre, programa um pit stop em Cabo Verde para corrigir o leme do lado direito. A situação obrigou a dupla Thibaut Camus e Victorien-Vauchel Erussard a reduzir a velocidade consideravelmente. Eles estão a 8 nós e seus adversários diretos a 13 nós na manhã desta quinta-feira (5).

 


Sobre a TJV2015


A regata, que é disputada em duplas, larga sempre da cidade portuária de Le Havre, na Normandia, com destino a um país produtor de café, característica que lhe rendeu o apelido de “Rota do Café”. Já tendo passado por cidades como Cartagena (Colômbia), Puerto Limon (Costa Rica) e Salvador (BA) em 11 edições, essa será a segunda vez que a competição terá a cidade catarinense como chegada. Em 2013, a regata reuniu mais de 590 mil visitantes nas duas Vilas da Regata (Le Havre e Itajaí).