Porto Alegre: C’est la Vie é pentacampeão no 24º Circuito Conesul e Kamikaze Xi vence o 45º Troféu Seival

0
126

Domingo

 

 

“Foi uma regata dura com chuva, frio, vento, onda, correnteza, todos aqueles fatores que tornam uma regata difícil estiveram presentes. As condições na lagoa estavam difíceis”, disse o comandante Henrique Dias sobre a disputa do Troféu Seival.


 

Edição – Adilson Pacheco
Fonte -Ane Meira Mancio
/ Veleiros do Sul
Post – 13/10-17:21


 

Foi encerrada, dia 11/10, a 24ª edição do Circuito Conesul de Vela de Oceano. A maior disputa de veleiros de Oceano no Estado foi encerrada com a realização das regatas longas que decidiram seus campeões. O grande vencedor da edição é o C’est la Vie IV, barco do comandante Henrique Dias do Veleiros do Sul, que conquista o pentacampeonato na competição (2004, 2011, 2012, 2014 e agora 2015). O segundo lugar do Conesul ficou com o Kamikaze XI de Hilton Piccolo (CDJ) que também é o vencedor do 45º Troféu Seival, o San Chico 3 de Francisco Freitas (CDJ) ficou em terceiro lugar. Com 70 milhas náuticas a regata Troféu Seival, neste ano foi considerada dura pelos participantes, mas rápida pela organização ao ser concluída antes da meia-noite. Foram 11 horas e meia de duração.

Na classe RGS, a vitória do barco Conquista, de Marcelo Azevedo (CDJ). Em segundo lugar ficou o Caulimaran, de Emílio Strassburguer (CDJ) com o Taz de Augusto Moreira (VDS) em terceiro. Na J24 venceu o Iuca de Rogério Ruschel. Veja os resultados completos do 24º Circuito Conesul. Acesse aqui os resultados completos.

Regatas longas foram duras, mas rápidas

Ao largar às 11h35min da manhã de sábado (10) a previsão não era das melhores para a duração das regatas longas muito em função da forte correnteza, resultado da cheia do Guaíba. No entanto o vento sudeste — de médio a forte, com rajadas que passaram de 20 nós — ajudou os competidores garantindo velocidade na primeira perna até o farolete do Barba Negra e força para vencer a correnteza no retorno. Dali a Itapuã a regata ficou mais rápida com vento lateral forte e à favor, garantindo retorno muito rápido, o que fez as embarcações vencerem a correnteza com facilidade. O San Chico 3, fita azul da regata, levou o troféu de Xodó ao chegar às 20h55min.

No tempo corrigido, o vencedor do 45º Troféu Seival foi o Kamikaze XI que concluiu o percurso às 22h16min ( 6h19min39 no tempo corrigido). O C’Est la Vie veio em segundo lugar e com uma pequena diferença veio o San Chico logo atrás (06h24min no tempo corrigido). A tripulação pelotense do Criollo completou a prova em 07h19min32, fechando em quarto lugar. Os últimos chegaram às 23h, chuva forte em alguns momentos dificultou , mas as condições de vento ajudaram.

“Foi uma regata dura com chuva, frio, vento, onda, correnteza, todos aqueles fatores que tornam uma regata difícil estiveram presentes. As condições na lagoa estavam difíceis”, disse o comandante Henrique Dias sobre a disputa do Troféu Seival.

No entanto, o segundo lugar no Seival foi suficiente para a conquista do pentacampeonato. “A gente conseguiu manter uma média, tivemos sorte com os adversários que não foram bem em algumas regatas e a gente se manteve entre as primeira posições. Isso é sinal que a flotilha tá parelha e que as regatas estão justas e competitivas. Teve regata que perdemos por segundos de diferença, como na semana passada no Troféu Cayru. São por detalhes que as regatas estão sendo decididas”, disse o comandante Henrique que agradeceu à tripulação composta por Frederico Sidou, Rodolfo Streibel, Vilnei Goldmeier, Anderson Paixão, Alexis Knebel e Carlo de Leo.

A RGS terminou cedo, às 21h15min, com os três barcos participantes velejando rápido e com boas condições, apesar da chuva. O Conquista (CDJ) levou a 26º Regata Troféu Farroupilha chegando com 07h47min de regata no tempo corrigido. Tuareg, de Ivano Vargas (CDJ) foi o segundo com o Gaivota de Márcio Coutinho (ICG) em terceiro.

No 18º Velejaço Farroupilha, que também foi rápido sendo finalizado às 17h19min do sábado, cinco barcos concluíram o percurso. O Batucada de José Eduardo Araújo (SAVA) venceu na Cruzeiro 20′, Remo de André Costa (VDS) venceu o Cruzeiro 26, Aquario II de Henrique Ilha venceu no Cruzeiro 30 e Wahoo I de Rodrigo Conter (Veleiros Saldanha da Gama) venceu no Cruzeiro 40.

O 24º Circuito Conesul de Vela de Oceano contou com o apoio da Delta Yachts.