Colunista de Portugal: Rodrigo Moreira Rato – Esta semana do lado de cá do Atlântico, ficou marcada por uma “estranha” Fastnet e as Extreme Sailing Series

1
61

Colunista de Portugal: Rodrigo Moreira Rato – Esta semana do lado de cá do Atlântico, ficou marcada por uma “estranha” Fastnet e as Extreme Sailing Series

Colunista de Portugal/Lisboa: Rodrigo Moreira Rato
Coluna 02 –
Post: 28/08-08:30

Colunista 2 - Rodrigo Moreira Rato (1) (1) (1)

Esta semana do lado de cá do Atlântico, ficou marcada por uma “estranha” Fastnet e as Extreme Sailing Series em São Petersburgo na Rússia, mas vamos por partes

fotos do Rodrigo (1) (1) (1) (1) (1) (1)

Devido a um sistema de altas pressões nas Ilhas Britânicas não houve vento na largada da mítica regata, o que levou o recente vencedor da Volvo Ocean Race, Ian Walker a dizer, “ainda bem que estou de férias, eles que levem muita comida!”, tudo isto no ano em que se bateu o recorde de participações.

Nos monocascos tínhamos o duelo Comanche / Rambler / Leopard , alguns Volvo70 e Imoca 60 como pano de fundo, tendo vencido em tempo corrigido o Courrier du Leon um JPK 10.80, nos multicascos tivemos 12 barcos na largada, entre eles os trimarans gigantes Spindrift2 (131 pés), e Prince de Bretagne (80 pés), além de três MOD 70 (Phaedo, Oman Sail e Concise 10). O vencedor foi o pequeno Paradox, um One Off de “apenas” 63 pés.

Em São Petersburgo decorreu mais uma etapa das Extreme Sailing Series, tendo vencido o The Wave, Muscat com o skipper Leigh McMillan, de destacar o segundo lugar da equipa italiana Lino Sonego Team Italia com Enrico Zennaro ao leme. Mas a grande novidade das Extreme Sailing Series é que já em 2016 os GC32 (catamarans com foils) vão substituir os velhinhos X-40, mantendo assim o espetacular circuito ao mais alto nível.