Angola Cables vai investir R$ 900 milhões em projetos de implantação de cabos submarinos de fibra óptica

1
169

antoniov

A empresa angola pretende investir cerca de R$ 900 milhões no projeto. Só no Brasil, o valor de investimentos da operadora será de aproximadamente R$ 72 milhões, sendo que cerca de R$ 35 milhões alocados diretamente em Fortaleza.

“Esse é um sonho antigo de Fortaleza, que agora se consolida como um polo de tecnologia, que gera emprego, gera renda, é um salto importante para a economia da cidade. Seremos um ponto de conexão de cabos de fibra ótica”,

Edição – Adilson Pacheco
Post -16/08-11:05

Prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, assinou contrato com a empresa Angola Cables para instalação de uma estação de cabos submarinos de fibra óptica, com Data Center integrado, em julho, No total, a empresa Angola Cables pretende investir cerca de R$ 900 milhões no projeto. Só no Brasil, o valor de investimentos da operadora será de aproximadamente R$ 72 milhões, sendo que cerca de R$ 35 milhões alocados diretamente em Fortaleza.
“Esse é um sonho antigo de Fortaleza, que agora se consolida como um polo de tecnologia, que gera emprego, gera renda, é um salto importante para a economia da cidade. Seremos um ponto de conexão de cabos de fibra ótica”, disse o Prefeito. Ainda segundo ele, poderemos atrair empresas de fora do Ceará para usar os serviços do Data Center, já que teremos uma vantagem competitiva no mercado da tecnologia.
A parceria da Prefeitura com a empresa Angola Cables resultará na instalação de uma estação de cabos submarinos de fibra óptica e um DataCenter de porte internacional (Data Center tipo Tier 3), o primeiro deste porte nas regiões Norte/Nordeste do País. Com essa estrutura, Fortaleza passará a ter condições de exportar conteúdos digitais brasileiros para a América do Norte e, futuramente, para a África (Luanda).
“Teremos a oportunidade de desenvolver uma nova vocação econômica para a cidade, com essa tecnologia, com perspectiva de aumentar em 0,2% o nosso PIB anual e gerar cerca de 700 novos empregos em toda a cadeia produtiva ”, disse o titular da Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Fortaleza, Robinson de Castro.
Fortaleza conta com posição geográfica privilegiada e estratégica, próxima dos continentes europeu e africano, assim como dos Estados Unidos. A capital cearense já conta com sete cabos submarinos de fibra óptica instalados, contabilizando 13 pontos de entrada e saída. “Serão dois cabos, um vindo dos Estados Unidos e outro vindo da Angola. Vemos o mercado brasileiro com bastante potencial para esse mercado. Este é o primeiro cabo de fibra óptica conectando América do Sul e África diretamente” afirmou o CEO da Angola Cables, António Nunes.
Saiba Mais
As empresas que se interessarem em aderir ao do Programa de Apoio ao Desenvolvimento de Parques Tecnológicos e Criativos de Fortaleza (PARQFOR) deverão instalar-se em áreas polos denominadas Zonas Especiais de Dinamização Urbanística e Socioeconômica (ZEDUS), localizadas no Centro da cidade e nas regiões adjacentes a Avenida Francisco de Sá, ou em regiões decretadas pelo poder municipal como parques tecnológicos, que compreendem os campi de instituições de ensino superior conveniadas à Prefeitura. As Instituições que desejam aderir ao programa poderão obter maiores informações por meio do site da SDE, ou ainda, no e-mail (investidor@fortaleza.ce.gov.br).
Parceria
O contrato com a empresa Angola Cables para instalação de uma estação de cabos submarinos de fibra óptica, com Data Center integrado, possibilitará à cidade de Fortaleza tornar-se um HUB Internacional de Telecomunicações.
A parceria da Prefeitura com a empresa Angola Cables resultará na instalação de uma estação de cabos submarinos de fibra óptica e um DataCenter de porte internacional (Data Center tipo Tier 3), o primeiro deste porte nas regiões Norte/Nordeste do País. Com essa estrutura, Fortaleza passará a ter condições de exportar conteúdos digitais brasileiros para a América do Norte e, futuramente, para a África (Luanda). A expectativa é de que, em poucos anos, a Cidade estará interligada aos continentes da Europa e Ásia, tornando-se um importante Hub do setor de Telecomunicações. “A instalação da Angola Cables na nossa cidade será o pontapé inicial para que diversas empresas de grande porte venham a se instalar aqui. Dessa forma, estaremos gerando mais empregos diretos, incrementando a geração de tributos na Cidade, com perspectiva de aumentar em 0,2% o nosso PIB anual”, disse o titular da SDE, Robinson de Castro.
Posição

Além de uma posição geográfica privilegiada e estratégica, próxima dos continentes europeu e africano, assim como dos Estados Unidos, a capital cearense já conta com sete cabos submarinos de fibra óptica instalados, contabilizando 13 pontos de entrada e saída desses cabos. “Queremos transformar Fortaleza em um HUB de comunicação digital na América Latina e um dos principais centros de tecnologia do Brasil. O objetivo é usar esse polo de comunicação para promover o surgimento de uma série de negócios com impactos diretos na economia local”, explica o CEO da Angola Cables, António Nunes.
Investimento
Ao todo, a empresa Angola Cables pretende investir cerca de R$ 900 milhões no projeto. Só no Brasil, o valor de investimentos da operadora será de aproximadamente R$ 72 milhões, sendo que cerca de R$ 35 milhões alocados diretamente em Fortaleza. Dessa forma, a empresa Angola Cables será âncora para o desenvolvimento de um Polo Tecnológico no Município, projeto desenvolvido pela Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal do Desenvolvimento Econômico (SDE), que prevê a atração de investidores do setor tecnológico na Cidade, a partir da concessão de incentivos fiscais às empresas participantes, conforme prevê a Lei nº 205/2015, por meio do Programa de Apoio ao Desenvolvimento de Parques Tecnológicos e Criativos de Fortaleza (PARQFOR).
> Fonte: Prefeitura de Fortaleza.