CONVOCADO: ROBERT SCHEIDT VAI EM BUSCA DA SEXTA MEDALHA OLÍMPICA NOS JOGOS RIO 2016

0
136

Robert (1) (1) (1) (1) (1) (1) (1)


Velejador estará no evento-teste da Vela para a Olimpíada, a partir deste sábado (15), no Rio de Janeiro
Edição – Adilson Pacheco
Fonte – Juliana Leite/ZDL
Post – 13/08-18:59

São Paulo (SP) – Robert Scheidt será o representante do Brasil da classe Laser nos Jogos Rio 2016. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (13) pela Confederação Brasileira de Vela. Depois de ir ao pódio em todas as Olimpíadas que disputou, com dois ouros, duas pratas e um bronze, Scheidt terá a chance de conquistar a sexta medalha olímpica, em casa.

“É um orgulho muito grande voltar a representar o Brasil numa Olimpíada, pelo momento que estou vivendo. Por ser no Rio de Janeiro, a competição terá uma energia positiva enorme, e espero retribuir dando o meu melhor”, comemora Scheidt. A definição do velejador na equipe olímpica levou em conta o seu desempenho nas principais competições nacionais e internacionais entre 2013 e 2015.

Bicampeão olímpico na Laser, com ouro em Atlanta/1996 e em Atenas/2004, além da prata em Sydney/2000, Scheidt passou os dois últimos ciclos olímpicos na Star, também com medalha, conquistando a prata em Pequim/2008 e o bronze em Londres/2012. O retorno à Laser em 2013 foi marcado pela conquista do 11º título mundial, aos 40 anos, em Omã. Neste ano, o velejador conquistou a prata no Pan-Americano de Toronto.

“Na minha última Olimpíada na Laser, em Atenas, eu vivia um momento bem diferente. Vinha de uma sequência de competições nessa classe, algo importante para você crescer nas disputas. O período na Star me trouxe muito conhecimento, mais experiência, por ser uma classe técnica”, explica o velejador, patrocinado pelo Banco do Brasil, Rolex, Deloitte e Audi, com os apoios de COB e CBVela. “Mas o passado não garante o futuro. Tenho muito trabalho pela frente.”

Novo teste olímpico – Scheidt estreia neste sábado (15) na Regata Internacional de Vela, evento-teste para a Olimpíada do Rio de Janeiro. A competição reunirá na Marina da Glória os principais adversários do brasileiro na Laser, como o alemão Philipp Buhl, o australiano Tom Burton e o inglês Nick Thompson.

“Ter um bom desempenho no evento-teste é muito importante neste momento. O início da temporada foi difícil para mim, e a Olimpíada de 2016 será um desafio bem grande. Mas me sinto muito motivado para escalar essa montanha mais uma vez”, reforça Scheidt. A classe Laser tem dez regatas programadas no evento, com possibilidade de um descarte do pior resultado. Os dez melhores velejadores seguirão para a disputa do pódio na medal race, valendo pontos dobrados, no próximo sábado.

Maior atleta olímpico brasileiro

Laser
Onze títulos mundiais – 1991 (juvenil), 1995, 1996, 1997, 2000, 2001, 2002*, 2004 e 2005 e 2013
*Em 2002, foram realizados, separadamente, o Mundial de Vela da Isaf e o Mundial de Laser, ambos vencidos por Robert Scheidt
Três medalhas olímpicas – ouro em Atlanta/1996 e Atenas/2004, prata em Sydney/2000

Star
Três títulos mundiais – 2007, 2011 e 2012*
*Além de Scheidt e Bruno Prada, só os italianos Agostino Straulino e Nicolo Rode venceram três mundiais velejando juntos, na história da classe
Duas medalhas olímpicas – prata em Pequim/2008 e bronze em Londres/2012