Florianópolis: Ilha de Santa Catarina ganha sua primeira marina

0
250

Marina Fpolis (1) (1) (1) (1) (1) (1) (1) (1)O poder público municipal da Ilha de Santa Catarina começa a se voltar para o mar. O prefeito Cesar Souza apresentou na segunda feira o projeto de uma marina que vai oferecer 400 vagas molhadas. A marina de Itajaí em construção serviu de modelo para o projeto na ilha capital. Com a ação de Florianópolis os proprietários de barcos em médio prazo ganham outras três Marinas: Itajaí, Porto Belo e Itapema e uma quinta marina está em fase de planejamento em Joinville.
Edição – Adilson Pacheco
Texto de apoio-SecomPMIFpolis
Post: 27/07-23:09
Onde será: na Beira-mar Norte, próximo ao Corpo de Bombeiros.
O que se prevê: um espaço público de 200 mil metros quadrados, aliado ao acesso marítimo da Ilha para outros pontos da região, abrigando ponto de embarque para o transporte náutico e interligação multimodal, com acesso a ônibus e bicicletas. O projeto contará com atracadouros no futuro sistema aquaviário e proximidade ao anel viário destinado ao transporte público urbano da cidade.
Qual será a estrutura oferecida: o parque abrigará 400 vagas para veículos e 400 vagas molhadas, sendo 60 destas destinadas o uso público. Além de gerar 1.600 empregos diretos e 3.200 indiretos – quatro diretos e oito indiretos para cada uma das vagas molhadas, movimentando a economia e impulsionando novos negócios em Florianópolis.
Como será executada: a ideia é de estabelecer uma parceria público-privada. Após a realização de um processo licitatório, a iniciativa privada executará os projetos, obras e receberá a concessão de operação da marina, correspondente a parte do projeto, além do estacionamento que haverá no local.
Próximos passos: a intenção do prefeito Cesar Souza Junior é dar entrada nos pedidos de licenças ambientais nesta sexta-feira ( 31). Quando a Prefeitura estiver com toda a documentação, abre licitação para as empresas interessadas em construir o espaço.
Qual o prazo: de acordo com o prefeito, não é possível estabelecer prazo sem ter as licenças ambientais em mãos; depois disso, o processo é rápido, uma obra de aproximadamente seis meses para execução.

Sapiens Miramar
O que prevê: transformar o lado Leste do Centro da Capital , nas imediações praça XV de Novembro, abrangendo oito ruas, em uma área de inovação. Todas serão revitalizadas e, em parceria com a Celesc, o cabeamento da área passará a ser subterrâneo. Na região, empresas que investem em tecnologia serão isentas