Médica Adriana Dal Bello:”Tatuagens pretas, ou de coloração escura são mais fáceis de remover…”

0
1064

Laser é solução para quem se arrependeu de tatuagem
Clínica Conceitualle oferece tratamento eficaz para quem deseja apagar os desenhos

Tatuagtem (1)

Pequenas e discretas, grandes e chamativas, as tatuagens fazem a cabeça, ou melhor, o corpo das pessoas há milhares de anos. Relatos indicam que elas já existiam antes de Cristo e no Brasil surgiram em meados da década de 1960 na região de Santos, São Paulo. Quem não conhece, ou nunca ouviu falar de alguém que se arrependeu de uma tatuagem? Como a maioria das pessoas tatua o corpo antes dos 25 anos, a possibilidade de isso acontecer é ainda maior. Portanto, se você é muito jovem, a dica é esperar um pouco mais para marcar o corpo, principalmente com o nome de alguém, motivo maior dos arrependimentos.

Para aqueles
que desejam se livrar de vez da tatuagem, embora seja possível cobri-las, existe sim solução. Em Balneário Camboriú a Clínica Conceitualle oferece desde março um tratamento que promete pôr fim as tattoos dos arrependidos. A máquina à laser Q-switched ND YAG é extremamente eficaz na remoção de tatuagens, pois dispara o laser contra a região usando a técnica conhecida como Q-switching, que são os pulsos breves e de alta energia do laser.
A Dra. Adriana Dal Bello
explica que o tratamento é bastante eficaz, pois o laser vai destruindo o pigmento da tatuagem fazendo com ele se fragmente em partículas menores, que são então removidas pelo sistema imunológico do nosso corpo. “Tatuagens pretas, ou de coloração escura são mais fáceis de remover do que as coloridas, mas a qualidade da tatuagem também pode influenciar no resultado final”, observa a médica.
Conforme Adriana, para realizar uma sessão é aplicada um anestesia local onde o laser será utilizado, para que o desconforto seja o mínimo possível. “A duração do tratamento varia de acordo com o tamanho da tatuagem que o paciente deseja remover e claro, das cores utilizadas pelo tatuador, mas em média, o período mínimo é entre quatro e seis sessões, com intervalo de um mês entre cada uma”, avalia a médica. Adriana explica que este tempo é necessário para a recuperação da pele.
Como qualquer
tratamento nem sempre o resultado é o esperado. Isso porque alguns pigmentos mais profundos na pele são mais difíceis de serem apagados, e em alguns casos a pele onde o laser é aplicado pode ficar mais clara do que a pele ao redor, deixando uma mancha no local. A boa notícia, para alguns é que é possível aplicar o laser sobre qualquer parte do corpo, até as mais sensíveis, como rosto, mãos e peito do pé. Em outros casos, quando o paciente deseja cobrir a tatuagem, ao invés de apaga-la totalmente, o laser também é indicado, pois clareia a área antes do recebimento de novos pigmentos.
A Dra. Adriana informa que, embora raros, alguns casos de queloides e cicatrizes podem ocorrer. Por isso ao pensar em fazer uma tatuagem, tenha absoluta certeza de que é isso que você quer.

Post:12/06-20:52
Fonte: Agencia A