Volvo Ocean Race – Júri internacional é convocado para analisar quatro casos

0
144

vor 23 (1)

Depois de alegadas violações das regras durante a sétima perna da Volvo Ocean Race, um júri internacional independente nomeado pela ISAF vai ouvir quatro casos de possíveis irregularidades durante a parada de Lisboa

Depois de alegadas violações das regras durante a sétima perna da Volvo Ocean Race, foi anunciada, nesta terça-feira (26), a convocação de um júri internacional independente nomeado pela ISAF para ouvir quatro casos durante a parada de Lisboa
O Team SCA deve responder por dois casos: que elas navegaram contra o fluxo em uma área de separação de tráfego (TSS), e, além disso, velejaram em uma zona proibida da regata, em Rhode Island Sound.
O Dongfeng e o MAPFRE também estão enfrentando protestos que eles navegavam contra o fluxo em uma TSS.
A Comissão de Regata trouxe todos os casos para o júri e o mesmo terá poder de decidir sobre a penalização mais adequada para as equipes.
Nenhuma data foi estabelecida para as audiências, embora os organizadores da regata pretendem resolver o assunto o mais rapidamente possível após a chegada da flotilha em Lisboa, prevista para quarta-feira (27).