Corta Vento é o Fita Azul da Regata Solitário

0
167

ICSC

ICSC (1) (1) (1) (1) (1) (1) (1) (1) (1) (2) (1) (1) (1)

Veleiro C30, comandado por Carlos Augusto de Matos, foi o primeiro a completar o percurso de 13,8 milhas náuticas da Regata Solitário

Edição: Adilson Pacheco
Fonte:Danilo Caboclo/Six Comm
Post: 12/05-11:53
Florianópolis (SC) – 10 de maio de 2015 – Doze comandantes da flotilha de oceano do Iate Clube de Santa Catarina disputaram neste sábado, 09, a Regata Solitário, primeira das três etapas que compõe a Copa Flotilha nesse mês de maio. Comandando por Carlos Augusto de Matos, o C30 Corta Vento foi o Fita Azul da regata após pouco mais de duas horas e cinquenta minutos.

“Tivemos um dia muito bom para a disputa da regata. Largamos com vento fraco com condições de levantar o balão e quando as condições aumentaram um pouco já estávamos na perna final (em contravento). Foi um dia muito tranquilo e de fácil velejo. Eu participo da Copa Flotilha há muitos anos e sempre espero com bastante ansiedade, pois é uma regata muito gostosa. Eu gosto de velejar sozinho, é muito bom”, disse o comandante Carlos Augusto.
E o dia realmente foi propício para as disputas da Regata Solitário. Com seu percurso realizado na Baía Sul, os veleiros largaram perto das 12h, nas proximidades da Ponte Ivo Campos, com ventos de quadrante norte/nordeste e fraca intensidade. Ao passarem pela boia em frente ao Trapiche da Sede Central do Iate Clube de Santa Catarina, os comandantes seguiram em direção ao Sul, contornando a Ilha do Largo. Com o transcorrer da regata, o vento ganhou força, chegando a 10 nós já na parte final, com os veleiros fazendo a parte de contravento com boas condições.
Na Classe ORC, que contou com nove barcos na flotilha, vitória para o comandante Christian Franzen, do veleiro Tintiun. Zephyrus (2º) e Moleque (3º) completaram o pódio. “A Regata ele teve uma boia na frente do Iate Clube, que nos exigiu uma manobra logo após a largada e que definiu algumas posições e a segunda boia, também definiu mais uma parte da regata. A montagem da Ilha do Largo separou mais ainda os competidores e a volta do contravento foi bem parelha. Eu achei o nível muito bom. Andamos com quatro, cinco barcos no popa, disputando posições e isso foi bastante emocionante e bom para a flotilha”, disse Christian Franzen.

Na Classe Proa Rasa, o Zimbro foi o vencedor, seguido do Volúpia.

Copa Flotilha 2015:
Além da realização da Regata Solitário neste sábado, 09, a Copa Flotilha conta ainda com as disputas da Regata Eu e Ela, no dia 23, e, por fim, no dia 30 de maio, a Regata Tripulação encerra as competições. É importante ressaltar que a Regata Tripulação também compõe o calendário de competições da Copa Veleiros de Oceano