Santa Catarina é destaque em Atlas da Exclusão Social no Brasil

0
140

Estado é um dos mais igualitários do país e tem como meta erradicar pobreza extrema
pobreza (1) (1) (1) (1) (1) (1) (1) (2) (1) (1) (1) (1)

Dos 100 municípios com menor grau de exclusão social do país, 24 estão em Santa Catarina. Pomerode lidera o ranking publicado no livro “Atlas da Exclusão no Brasil”, com análise dos dados dos Censos Demográficos do IBGE, de 2002 e de 2010, que foi organizado pelos economistas Alexandre Guerra e Marcio Pochmann e o geógrafo Ronnie Aldrin Silva. Escrito por uma equipe multidisciplinar formada por cinco autores — o sociólogo André G. Campos; o jornalista Daniel Castro; e os economistas Marcos Paulo Oliveira, Ricardo L. C. Amorim e Rodrigo Coelho, o estudo aponta o estado com um dos mais igualitários do Brasil, com o melhor Índice de Exclusão Social (IES) no ano de 2010 – 0,74, à frente de São Paulo (0,72) e Rio Grande do Sul (0,70).
A publicação que teve seu segundo volume lançado recentemente em Brasília, leva em consideração os indicadores de pobreza, violência, escolaridade, alfabetização, desigualdade social, emprego formal e concentração de jovens para elaborar o IES. SC destaca-se entre os primeiros em cinco dos critérios utilizados. Na avaliação da Secretária de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação, os dados são fruto de um trabalho histórico no estado. “Os números refletem a percepção cotidiana de que o estado vive um momento importante e crescente de enfrentamento da exclusão social. Santa Catarina tem um papel de destaque de elevar os patamares do Brasil como um todo”, enfatiza.
A secretária ressalta que os números positivos do Atlas reforçam os desafios de diminuir as desigualdades regionais ainda existentes no Oeste e Serra Catarinense, por exemplo, e erradicar a pobreza extrema, duas das metas do Governo do Estado de responsabilidade da pasta.
Dados Atlas da Exclusão Social no Brasil
Sete indicadores que compõem o índice de exclusão social: pobreza, violência, escolaridade, alfabetização, desigualdade social, emprego formal e concentração de jovens.
No ano de 2010, o Índice de Exclusão Social (IES) foi de 0,63 no Brasil. Santa Catarina alcançou 0,74.
Índice de pobreza: Santa Catarina (0,89),Distrito Federal (0,84) e Rio Grande do Sul (0,83) foram os estados com menores graus de exclusão social em pobreza.
Índice de emprego formal: Por outro lado, o Distrito Federal apresentou o menor grau de exclusão no emprego formal (0,75). Na sequência, destacaram São Paulo (0,72) e Santa Catarina (0,70).
Índice de desigualdade social: De outra parte, a menor desigualdade encontrou-se em Santa Catarina (0,65), Paraná (0,58) e Rio Grande do Sul (0,57).
Índice de escolaridade: Distrito Federal (0,92), Santa Catarina (0,92) e São Paulo (0,91) assumem a posição de melhor colocação no índice de exclusão do país.
Índice de violência: Os estados com menor grau de violência foram Piauí (0,93), Santa Catarina (0,63) e São Paulo (0,93).
Região Sul: Há 507 municípios no grupo com menor exclusão social. Isto corresponde a quase 42,7% do total. Em Santa Catarina, 59% dos municípios estão nesta situação mais positiva.
Ranking dos 100 municípios com menor grau de exclusão social.
Estudo completo – http://www.sc.gov.br/images/banners_conheca_sc/documentos/Atlas%20-%20Cortez%20Editora%20-%20Desigualdade%20no%20Brasil.pdf