Quinta feira: Coluna do Adilson Pacheco

0
193

Coluna do Adilson Pacheco
adilsonpachecoredacao@gmail.com
Post:30/04-07:48

barco

Itajaí Sailing Team
Mais uma vez a flotilha de vela oceânica do Iate Clube de Santa Catarina se reuniu para as disputas da terceira etapa da Copa Veleiros de Oceano. Após a realização com grande sucesso da Regata Centro-Jurerê e Regata Cidade de Florianópolis, a Regata Fortalezas/Biogenetia, uma das mais técnicas do calendário, ocorreu com bons ventos.
Após a largada, os mais de vinte barcos participantes cumpriram o percurso passando pelo Forte Santo Antônio de Ratones, na Ilha de Ratones Grande, Forte de São José da Ponta Grossa, esse feito apenas pelos barcos mais velozes, e, por fim, o Forte Santa Cruz de Anhatomirim, na Ilha de Anhatomirim, assim retornando ao Forte de Santana, que serviu como chegada para as equipes.
Itajaí Sailing em Segundo Lugar
O veleiro Zeus Team mostrou mais uma vez seu poder de competição e dominou a regata entre os C30, terminando a frente do Corta Vento, segundo colocado. Na Classe ORC, quem se deu bem foi o Melody 5, que superou a forte equipe do Itajaí Sailing Team (2º) e Catuana Kim (3º).

museu

A Itajaí Stopover, estrutura fenomenal
“A Itajaí Stopover, estrutura fenomenal para receber os amigos da VOR que estavam na competição e os muitos visitantes. Uma organização espetacular, o lugar se tornou um grande ponto de encontro de velejadores do mundo inteiro, pois nos sentimos parte desse mundão azul acompanhando seus percursos, nos emocionando, torcendo e admirando seus feitos. Muito bom encontrar e compartilhar dessa amizade que, não importa a nacionalidade, tenho a certeza de encontrá-los em qualquer porto do mundo para dividir as muitas experiências, dessa maneira única de viver e olhar o mundo: velejando” .Marina Bruschi, Coordenadora do Museu Nacional do Mar, situado em São Francisco do Sul

ver
Itajaí no jornal nacional
Os dois minutos que a cidade de Itajaí conquistou no tele-jornal com maior audiência do Brasil, chegando atingir uma público de 60 milhões – o jornal nacional da TV Globo, com certeza proporcionava a esta cidade portuária o papel de representante do Brasil no maior evento náutica da terra.

rodrigo

Um jornalista português
Rodrigo Moreira Rato
Um dos experientes jornalistas português, residente em Lisboa, esteve na Vila da Regata em Itajaí. Moreira é o gerente de comunicação da parada da Volvo Ocean em Lisboa e relata que que race village portuguesa está e uma área de 90 mil , Mas será ocupada apenas 55 mil quadrados. Para o jornalista português tanto o Brasil quanto Portugal tem virado as costas para o mar. Em Portugal,a regata oceânica Volvo Ocean Race foi considerada um “evento de interesse público

iSbel

4
Estudantes são mobilizados
A Regata Volvo Ocean Race é o único evento de Itajaí a mobilizar toda a comunidade do empresariado, comunidade e até os estudantes da Rede Municipal, Estadual e Particular. Os 22 estudantes do 8º amo da Escola Básica Gaspar da Costa Moraes é exemplo. A pauta da turma foi fazer elaborar ume estudo com apresentação em sala de aula sobre às várias atividades dos velejadores da regata volta ao mundo. Para a estudante Isabel Cristina dos Santos “foi uma tarefa excelente que proporcionou a todos maior conhecimento desta regata que divulga Itajaí no Brasil e no mundo inteiro”

murillo

Acidente do Vestas
O acidente envolvendo o veleiro Team Vestas Wind, que colidiu com recifes nas Ilhas Mauricio – foi o maior desafio até o momento nesta edição da Volvo Ocean Race. A informação é do CEO da Volvo Ocean Race, Knut Frostad –

href=”https://regatanews.com.br/wp-content/uploads/2015/04/foto-5.jpg”>foto 5

A capa é de Itajaí
Pois é, trocamos nesta edição a capa do jornal <a – a economia de Itajaí será a capa do jornal Regata News. Enquanto que a capa será a página 3. Isto é para destacar a pujança da economia da cidade e o nova bandeira da cidade: Itajaí-O Polo Náutico do Brasil. É preciso valorizar esta campanha e acreditar nesta ação do prefeito Jandir Bellini. A cidade se volta para o mar e com isto todos ganham com geração de emprego e renda. Bom basta ver que somente a Volvo Ocean Race lançou a cidade em 160 países durante 17 dias.