Governo de Portugal considera Volvo Ocean Race “evento de interesse público”

0
139

lisboa portugal

A regata oceânica Volvo Ocean Race foi considerada um “evento de interesse público”, em despacho assinado pelo secretário de Estado do Desporto e Juventude, em Diário da República.No documento, Emídio Guerreiro reconhece que a regata, que passa por Lisboa entre 25 maio e 7 de junho, vai “contribuir para a afirmação de Portugal como um local privilegiado para a realização de grandes eventos desportivos internacionais”.
Antes da segunda passagem da prova de circum-navegação por Portugal, depois de 2012, o governante destacou a “notoriedade” que a Volvo Ocean Race oferece a Portugal, além de ser “um claro estímulo para o aumento da prática desportiva, especialmente por parte dos jovens”.
“Este reconhecimento vem confirmar a importância que a regata tem para o nosso país colocando Lisboa no palco mundial na organização de eventos desportivos. Este evento será sem dúvida uma excelente promoção para a marca Portugal e para o desporto náutico. É um dos momentos-chave do ano para captar turistas e projetar o potencial económico e social que o mar traz para Portugal”, afirmou José Pedro Amaral, diretor do ‘stopover’ da prova em Lisboa.
A 12.ª edição da Volvo Ocean Race, prova de circum-navegação antes designada regata Whitbread, teve início em Alicante, a 11 de outubro de 2014, e termina nove etapas depois, em Gotemburgo, na Suécia, a 27 de junho.No total, os VOR65 (monocascos de 20 metros) que competem na Volvo Ocean Race de 2014/15 terão percorrido 38.739 milhas náuticas (71.750 quilómetros), com escalas em Cidade do Cabo, em Abu Dhabi (Emiratos Árabes Unidos), Sanya (China), Auckland (Nova Zelândia), Itajaí (Brasil), Newport (Estados Unidos), Lisboa, Lorient (França).