Robert Scheidt de volta: velejador estreia quarta-feira (22) na etapa de Hyères da Copa do Mundo

0
103

Scheidt

Recuperado de lesão no joelho, maior atleta olímpico brasileiro faz “aquecimento” para o Mundial de Laser
Edição: Adilson Pacheco
Fonte: Juliana Leite / Local da Comunicação –
Post:20/04-17:22

São Paulo – Robert Scheidt está de volta à água após um período de descanso forçado. Em março, o velejador sofreu uma lesão no joelho direito, durante os treinos, foi submetido a uma artroscopia no menisco, e ficou afastado das competições. Recuperado, Scheidt disputa a partir desta quarta-feira (22) a etapa de Hyères da Copa do Mundo de Vela, em ritmo de aquecimento para o Mundial de Laser de Kingston, no Canadá.
“Fiz uma boa recuperação e voltei aos treinos na semana passada. Certamente não estarei 100% na disputa em Hyères, devido ao tempo que precisei ficar parado”, explicou Scheidt, dono de cinco medalhas olímpicas (dois ouros, duas pratas e um bronze) e 14 títulos mundiais, entre Laser e Star. “Mas a vontade de voltar é muito grande, e estou bem animado para a competição.”
A etapa de Hyères da Copa do Mundo será mais curta, com oito regatas, duas por dia, na série classificatória. Os dez melhores colocados disputam o título da competição na medal race, no domingo (26), valendo pontos dobrados.
A disputa na raia francesa faz parte da preparação de Scheidt para o Mundial de Laser de Kingston, Canadá, seu principal objetivo nesta temporada, disputado entre 29 de junho e 8 de julho. Antes, o velejador encara ainda a Semana Olímpica de Garda, “no quintal de casa”, entre 12 e 16 de maio.
“O desafio é grande. Este ano é pré-olímpico, com muitas competições importantes e intervalos curtos entre uma e outra. Montei a minha preparação pensando principalmente no Mundial e no Pan de Toronto, que começa apenas quatro dias depois do final das disputas em Kingston”, destacou Scheidt, patrocinado por Banco do Brasil, Rolex, Deloitte e Audi, com os apoios de COB e CBVela. “Não haverá tempo para uma recuperação completa, mas o esforço com certeza valerá a pena.”

Maior atleta olímpico brasileiro

Laser
Onze títulos mundiais – 1991 (juvenil), 1995, 1996, 1997, 2000, 2001, 2002*, 2004 e 2005 e 2013
*Em 2002, foram realizados, separadamente, o Mundial de Vela da Isaf e o Mundial de Laser, ambos vencidos por Robert Scheidt
Três medalhas olímpicas – ouro em Atlanta/1996 e Atenas/2004, prata em Sydney/2000

Star
Três títulos mundiais – 2007, 2011 e 2012*
*Além de Scheidt e Bruno Prada, só os italianos Agostino Straulino e Nicolo Rode venceram três mundiais velejando juntos, na história da classe
Duas medalhas olímpicas – prata em Pequim/2008 e bronze em Londres/2012