Cabo Horn: barco Dongfeng quebrou seu mastro início na segunda-feira

0
124

Black (Liu Xue)- Eu ainda não posso acreditar que isso é verdade. Apenas um passo e meu sonho se tornaria realidade. Que pena!

Edição:Adilson Pacheco
Fonte: VOR/Flávio Perez/Dongfeng

A Volvo Ocean Race informa que o barco Dongfeng Race Team quebrou o mastro na aproximação ao Cabo Horn, nesta segunda-feira (30). Os chineses relataram que nenhum atleta se feriu e que a decisão de continuar ou não na quinta etapa será anunciada nas próximas horas. Existe a possibilidade de levar o barco até o Ushuaia e estabilizar a embarcação. Feito isso, o time pode voltar à disputa e perder menos pontos.
A tripulação informou que o mastro quebrou acima do terceiro spreader. O comandante Charles Caudrelier disse que o mastro quebrou do nada com cerca de 30 nós de vento. “Não somos capazes de navegar em segurança. Precisamos agora avaliar como vamos chegar em Itajaí”.

-Segundo o skipper do barco Charles Caudrelier disse: “Eu sou eviscerado. Como você viu a partir dos relatórios de posição que temos sido, de propósito, recuando um pouco, não atacar de qualquer maneira.”O mastro quebrou, sem aviso prévio, em cerca de 30 nós de vento. Nós somos incapazes de navegar em segurança com amuras a boreste, mas somos capazes de fazer velocidade razoável com amuras a bombordo. Nós dirigimos para Ushuaia e avaliar as nossas opções para chegar a Itajaí”.

-Kevin Escoffier; “ Nós quebramos o mastro à noite. Nós estávamos fazendo 28 nós com mais ou menos nessa mesma velocidade do vento. É o topo do mastro. Nós ainda temos a FRO horizontalmente, em pedaços, e o topo do mastro se movimentar. Difícil saber o que aconteceu.Ninguém está ferido, mas é uma grande bagunça. Estamos navegando em direção a Ushuaia 7 nós. Próxima etapa: ser a tempo para o início, em Itajaí.Não precisa se preocupar embora. O barco é seguro.

-Black (Liu Xue)- Eu ainda não posso acreditar que isso é verdade.
Você sabe, um dia, apenas um dia vamos passar o Cabo Horn. Mas agora parece que não vamos acabar com isto. Nós não podemos usar as velas em tudo. Apenas um passo e meu sonho se tornaria realidade. Que pena!

O Centro de Coordenação de Resgate Marítimo (MRCC) está ciente da situação e está de prontidão para ajudar, se necessário.
A quinta etapa ocorre entre a Nova Zelândia e o Brasil, mais precisamente Itajaí. Os barcos que continuam na travessia devem chegar em Santa Catarina no feriado de Páscoa.

.dongfegng 1