APM Terminals Itajaí adere ao Programa Trabalho Seguro

0
131

Apm terminals

A APM Terminals Itajaí, integrante do Complexo Portuário do Itajaí, assinou na manhã desta terça-feira (24 de março), o protocolo de adesão ao Programa Trabalho Seguro, desenvolvido pela Justiça do Trabalho em parceria com diversas instituições, cujo foco está em projetos e ações voltadas à prevenção de acidentes do trabalho e doenças ocupacionais. A cerimônia, realizada no edifício sede da APM Terminals Itajaí, contou com a participação do desembargador Roberto Luiz Guglielmetto, e dos juízes do Trabalho Leonardo Fischer, Ricardo Córdova Diniz e Daniel Lisboa, além do Superintendente do Porto de Itajaí, Antonio Ayres dos Santos Júnior, representantes do sindicatos e do Órgão Gestor de Mão de Obra (Ogmo).

Segundo o Diretor Superintendente da APM Terminals no Brasil, Ricardo Arten, esse acordo significa uma conjugação de esforços do Judiciário com uma empresa que é modelo em prevenção dos riscos do trabalho. “Esta é uma excelente iniciativa. Esperamos difundir as boas práticas da APM Terminals em favor de outras empresas e captar experiências de outros segmentos que possam melhorar ainda mais os nossos padrões. Segurança é o nosso principal valor”, acrescenta Arten.

Durante a cerimônia, Arten fez uma apresentação da APM Terminals aos participantes, quando destacou os investimentos feitos para aumentar a segurança do trabalho dentro da empresa. Em 2013, o terminal de Itajaí foi reconhecido como modelo em segurança de trabalho entre outras mais de 60 instalações portuárias da APM Terminals no mundo. Isto ocorreu por conta das boas práticas implementadas, tais como um novo layout da área primária para separar homens e máquinas, instalação de câmeras traseiras nas empilhadeiras reach stacker e limitador de velocidade em todos os veículos que circulam no pátio, além de ações pontuais e revisão de procedimentos para garantir a execução de um trabalho seguro.

A empresa também treinou 1878 pessoas em segurança do trabalho no ano passado e está lançando um programa global chamado Fatal Five, o qual implanta padrões ainda mais rígidos de segurança nas cinco atividades que são as maiores causadoras de fatalidades em terminais portuários ao redor do mundo. Para o Superintendente do Porto de Itajaí, Antônio Ayres, a adesão da APM Terminals ao Trabalho Seguro é uma medida para solidificar ainda mais as boas práticas de segurança desenvolvidas pela empresa.

De acordo com o desembargador Roberto Luiz Guglielmetto, a partir do momento que uma empresa do porte da APM Terminals adere ao programa, ganha-se um impulso para demonstrar que a conscientização é fundamental quando se trata de segurança. Segundo o juiz Leonardo Fischer, o Programa Trabalho Seguro é um projeto do Conselho Nacional da Justiça e do Tribunal Superior do Trabalho, que começou a ser implantado em 2012 com o objetivo de conscientizar todos os empresários e empregados em relação à segurança. Fischer reforçou ainda que, como a APM Terminals é uma empresa que tem uma consciência histórica sobre segurança, a participação no programa é muito relevante.(Texto: Adão Pinheiro/ APM Terminals)