Nova Zelândia: Time do técnico brasileiro Joca Signorini – Team SCA volta vencer uma regata local

0
311

foto 7Time de brasileiro vence mais uma regata local. O brasileiro Joca Signorini é o técnico do time SCA. Signorini participa de sua quarta Volvo Ocean Race. Ele foi um todos tripulantes do único barco nacional a ingressar na regata volta ao mundo.

O Brasil parece ser a bola da vez na regata volta ao mundo. Depois da vitória do percurso(perna) entre Sanya e Auckland vencido pelo barco MAPFRE do brasileiro André Fonseca. Já n regata local foi a vez do outro e brasileiro Joca Signorini, técnico do time SCA. Pois é a SCA do técnico Joca – venceu a Regata Local ou In-Port Race de Auckland realizada sábado (14) na cidade neozelandesa e a vitória foi do Team SCA, time formado apenas por mulheres. É a segunda vitória das meninas nessa prova da Volvo Ocean Race, que é tradicional em todas as paradas, mas que não vale pontos para a classificação geral. Apenas para o desempate.

“Fizemos uma super regata. A prova não foi fácil, mas o trabalho de equipe funcionou. Foi perfeito”, falou Sam Davies, comandante do Team SCA.
Com a holandesa Carolijn Brouwer no leme, o Team SCA dominou a in-port desde a primeira boia e nenhuma das outras cinco equipes conseguiu mudar o resultado.
“Nosso time veleja muito bem nesse barco. Foi a melhor coisa que nos ocorreu. Entramos com moral na perna cinco”, disse a britânica Dee Caffari.
A diferença foi de 20 segundos para o Team Brunel, segundo colocado. Em terceiro ficou o MAPFRE do brasileiro André ‘Bochecha’ Fonseca.“As condições não estavam fáceis, pois teve vento rápido, depois a intensidade diminuiu, a direção mudou e a gente trocou velas a todo instante”, explicou o brasileiro André Fonseca, encarregado da ltáctica nesta In-Port.

foto 6

A segunda vitória das meninas do Team SCA – fato inédito até então – equilibra o campeonato das regatas locais. A equipe venceu também a prova de Abu Dhabi, no início do ano.O Abu Dhabi está empatado em primeiro com o Dongfeng com 14 pontos. O Team SCA tem 16.A regata foi realizada mesmo com a ameaça do ciclone PAM que promete entrar na região do Oceano Pacífico nas próximas horas. Por esse motivo, a largada para Itajaí, no Brasil, foi adiada para a próxima terça-feira (17).A quinta etapa da Volvo Ocean Race terá 6.776 milhas (12.549 quilômetros) entre Auckland (Nova Zelândia) e Itajaí (Brasil). Será a mais longa e desgastante prova da Volta ao Mundo.

Ciclone
O ciclone Pam, um dos mais fortes dos últimos 40 anos no sul do Pacífico, fez estragos em Vanuatu, uma ilha próxima. O fenômeno deve chegar a Nova Zelândia enfraquecido entre domingo à noite e segunda-feira de manhã, mas as ondas de 20 metros e os ventos de mais de 60 nós obrigaram a organização a desmontar a Vila da Regata e adiar a largada.

foto 2

Resultado da New Zealand Herald Auckland In-Port Race:
1. Team SCA
2. Team Brunel
3. MAPFRE
4. Dongfeng Race Team
5. Team Alvimedica
6. Abu Dhabi Ocean Racing

Classificação das In-Port Races:
1. Abu Dhabi Ocean Racing – 14 pontos
2. Team Brunel – 14 pontos
3. Team SCA – 16 pontos
4. Dongfeng Race Team – 18 pontos
5. Team Alvimedica – 20 pontos
6. MAPFRE – 25 pontos
7. Team Vestas Wind – 36 pontos