Mulheres são maioria no programa Juro Zero

0
103

fg 151% dos empréstimos foram concedidos para microempreendedoras individuais

Em Santa Catarina, as mulheres representam 45% dos 157 mil microempreendedores individuais (MEIs). Contudo, no Juro Zero, programa da Secretaria do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS), ela são a maioria, com 51% dos 35 mil empréstimos realizados. “Neste mês em que comemoramos o Dia Internacional da Mulher, é importante reconhecer a força destas microempreendedoras que participam do Juro Zero e colaboram para o crescimento da economia catarinense”, declarou o secretário da SDS, Carlos Chiodini.
A artesã Rosane Antunes, da Nane Bordados, de Florianópolis, foi uma das participantes do Juro Zero. Ela, que trabalha com bordados religiosos, foi a representante catarinense na categoria MEI do Prêmio Sebrae Mulher de Negócios, evento realizado nesta quinta-feira, 4, em Brasília. Nesta edição, referente a 2014, o prêmio recebeu o relato de quase 11,5 mil empresárias de todo o Brasil.
“O Juro Zero me ajudou bastante, investi o valor disponibilizado para a compra de materiais”, conta Rosane. O programa concede até R$ 3 mil em linha de crédito, valor que pode ser parcelado em até oito prestações. Caso as sete primeiras sejam pagas em dia, a última é isenta, paga pelo Governo do Estado. Conta com parceria da Agência de Fomento do Estado de Santa Catarina (Badesc), do Serviço de Apoio à Micro e Pequenas Empresas de Santa Catarina (Sebrae/SC), da Associação das Organizações de Microcrédito de Santa Catarina (Amcred/SC) e do Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil (Sicoob).
De acordo com o último relatório da Diretoria de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (DMPE) da SDS, a maioria destas MEIs participantes do Juro Zero trabalham no comércio varejista de artigos de vestuário e acessórios, como cabeleireiras, na confecção de peças do vestuário e atividades de estética.
Apenas 8% da população feminina, o equivalente a 5,6 milhões de mulheres, é empreendedora no Brasil, revelou estudo da Serasa Experian divulgado em fevereiro deste ano. Pouco mais de 98% delas são sócias de micro e pequenas empresas ou microempreendedoras individuais.