Exclusiva:“Nossa cabeça está na próxima etapa de Sanya a Auckland”: Joca Signorini, técnico do barco SCA

0
259

O brasileiro já conquistou uma Volvo Ocean Race

Exclusiva. Joca Signorini é um dos mais completos velejadores do mundo náutico, medalhista olímpico e vencedor de uma Volvo Ocean Race. Seu ingresso em regatas internacionais começou em 2005, com o primeiro barco brasileiro a participar da regata volta ao mundo – o Brasil 1. Hoje já com quatro regatas – Joca é o técnico do time feminino do barco SCA. Este fantástico velejador parou alguns minutos na terça feira em Sanya, China para conceder esta entrevista exclusiva ao REGATA NEWS.
Adilson Pacheco
Editor

REGATA NEWS – Como recebeste a notícia que um dos barcos participantes da regata chocou-se contra recifes da Ilha Mauricio.
Joca Signorini – Foi incrível… Me recordo que recebi o update do “sked” (planilha com informações de velocidade, rumo e vento de cada barco), que a organização envia para cada equipe a cada 3 horas. E vi que a média de velocidade do Vestas nos últimos 15min antes do relatório ser enviado era de menos de 1 nó de velocidade. Pensei,que algo poderia ter acontecido com o Barco ou algum tripulante, mas nunca pude imaginar que o barco estaria literalmente em cima do coral…
REGATA NEWS – Nesta edição o barco Brasil 1 completa 10 anos de participação na Volvo Ocean Race.
Joca – E um ano muito especial, pois o projeto Brasil 1 foi um marco para a vela Brasileira e para toda a tripulação envolvida.

“Uma In-port dura 1 hora, agora e tentar
velejar naquele nível por 9 meses….”

REGATA NEWS. O trajeto mais longo da regata entre Auckland e Itajaí, Cabo Horn continua sendo o grande desafio.
Joca – Bom… Primeiro temos que chegar em Auckland…. 🙂 Nossa cabeça está na próxima etapa de Sanya a Auckland. Mas sabemos, que a etapa seguinte será uma etapa muito importante também e provavelmente a mais dura da regata. Esperamos que a tripulação do barco cheguem em Auckland bem, pois a stopover(parada) não é muito longa.

“Nunca pude imaginar que o barco estaria literalmente em cima do coral…”

REGATA NEWS- Como competidor de provas – na sua visão – as desportistas do barco SCA estão prontas para vencer esta regata. Qual é o maior desafio que uma desportista mulher enfrenta numa competição do porte da regata volta ao mundo.
Joca – Não se ganha uma regata de volta ao mundo de um dia para outro… São diversos detalhes que ao fim de 9(nove) meses de competição tem que estar bem alinhados…. O “gap” em experiência comparado a uma tripulação masculina e bastante grande. As nossas velejadoras continuam trabalhando duro para melhorar a cada etapa. Conseguimos a vitoria na Inport Race de Abu Dhabi. Uma In-port dura 1 hora, agora e tentar velejar naquele nível por 9 meses….

‘agora que sou casado e tenho uma linda filha,
necessito conciliar melhor meu tempo na agua”

REGATA NEWS- Qual é o seu grande sonho no esporte náutico?
Joca – Felizmente consegui realizar muitos sonhos na vela. No princípio meu sonho era conquistar resultados expressivos em regatas no Rio de Janeiro, dai passas a nível nacional e Internacional. Representar o Brasil nas Olimpíadas de Atenas 2004 foi um momento muito especial na minha carreira. A partir daí muitas coisas aconteceram e minha carreira na vela passou de velejador Olímpico para um velejador de regatas de volta ao mundo (mesmo que meu sonho nunca tenha sido de participar de uma regata de volta ao mundo). Me recordo de olhar alguns dos vídeos e ficar impressionados com as imagens dos barcos velejando em velocidades incríveis. Velejar e correr regatas e uma das minhas grandes paixões na vida, mas agora que sou casado e tenho uma linda filha, necessito conciliar melhor meu tempo na água… 🙂