Barco Brasil completa 10 anos de entrada na mais ousada e longa regata da terra.

0
145

http://youtu.be/YCSrOuKbPdU

fotos Brasil site Foi na edição de 2005/2006 que o arrojado projeto náutico liderado pelo velejador Alan Adler firmava a participação do país na regata volta ao mundo.

Adilson Pacheco
Editor
Post:21/01-21:39
Faltam dois meses para a cidade de Itajaí se transformar na capital da vela da América do sul. Nesta 12ª edição da Volvo Ocean Race, o barco Brasil completa 10 anos de entrada na mais ousada e longa regata da terra. Foi na edição de 2005/2006 que o arrojado projeto náutico liderado pelo velejador Alan Adler firmava a participação do país na regata volta ao mundo. Com muitos desafios e falta de patrocínios Alan conseguiu jogar no mar o Barco Brasil 1. O time era capitaneado pelo velejador Torben Grael. A ideia era ter uma equipe brasileira no barco, assim aos poucos foi formada
A participação de 11 velejadores – 6 brasileiros – sob comando de Torben Grael, maior medalhista da vela brasileira – compõe na equipe os brasileiros Marcelo Ferreira, Kiko Pellicano, João Signorini, André Fonseca, o Bochecha – e o reserva Eduardo Penido, a australiana Adrienne Cahalan, os espanhóis Guillermo Altadill e Roberto Chuny Bermudez, o neozelandês Stuart Wilson e o norueguês Knut Frostad, o uruguaio Horácio Carabelli, brasileiro naturalizado.
Era um momento histórico para o esporte náutico brasileiro, era a primeira vez que país entrava na mais longa e desafiadora regata do planeta.
Alan Adler comenta “Foi um trabalho de formiguinha. Fomos atraindo interesse de empresários, iatistas com apoio do Governo Federal e conseguimos formar um pool de investimentos para construção do veleiro com interessados em difundir suas marcas e produtos no mundo inteiro por meio de uma competição tão importante como essa”
O Brasil 1 é o primeiro veleiro da classe Volvo Ocean 70 construído no país e na América do Sul. Foi fabricado no estaleiro de Marco Landi, na cidade paulista de Indaiatuba, entre outubro de 2004 e junho de 2005, cujo investimento estimado em US$ 20 milhões. A Volvo Ocean Race foi disputada de novembro de 2005 a junho de 2006, com largada na Espanha e chegada na Suécia. Após nove pernas em quatro continentes e sete regatas locais, num total de 57 mil quilômetros velejados.. A equipe brasileira conquistou uma vitória na oitava perna e oito pódios, somando 67 pontos. E chegou em terceiro lugar na competição. O histórico barco hoje é uma peça de museu na sede da Volvo Ocean Race em Alicante, Espanha. Depois desta invista o país até o momento ainda não voltou a ter um barco nacional.