Cuidado com os depósitos de água: Eles podem se transformar em focos para a proliferação do mosquito da dengue

0
98

O verão é tradicionalmente marcado pelas altas temperaturas. Mas, nesta época do ano, cresce também o cuidado que a população deve ter com os depósitos de água, que podem se transformar em focos para a proliferação do mosquito da dengue

Adilson Pacheco
Edição
Post/8/01-Fonte: Secom/PMI
O verão é tradicionalmente marcado pelas altas temperaturas. Mas, nesta época do ano, cresce também o cuidado que a população deve ter com os depósitos de água, que podem se transformar em focos para a proliferação do mosquito da dengue. Após a confirmação de três casos de pessoas com dengue em Itajaí, a equipe do Programa de Combate à Dengue da Secretaria Municipal de Saúde, em parceria com a Codetran, fez, na tarde desta quinta-feira (08), mais uma ação no Bairro São Vicente. Os três casos da doença registrados na cidade são de moradores que residem neste bairro, em um raio de menos de 300 metros de distância.
Para a atividade, os agentes utilizaram um pulverizador costal motorizado, que realiza aplicação espacial de inseticida. A ação, denominada “Bloqueio de caso”, objetiva conter a doença e evitar a proliferação do mosquito. Além disto, os agentes também orientam novamente a população com os cuidados que devem ter com a água parada.
Durante o “Bloqueio de Caso”, o inseticida é disparado em uma proporção regulada para atingir apenas o mosquito e larvas. Porém, pessoas com problemas de asma, bronquite ou fortemente alérgicas devem sair de suas resi1dências ou permanecer dentro delas com todas as portas e janelas fechadas no momento da aplicação. O mesmo cuidado deve ser tomado também com os animais domésticos.
A Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Itajaí pede pela compreensão e a ajuda de toda a comunidade para acabar com a dengue em Itajaí pois a população também precisa lutar contra a doença, e a melhor forma para isto é combater os focos de acúmulo de água que são locais propícios para a criação do mosquito transmissor da enfermidade.
É importante não acumular água em latas, embalagens, copos plásticos, tampinhas de refrigerantes, pneus velhos, vasinhos de plantas, jarros de flores, garrafas, caixas d´água, tambores, latões, cisternas, sacos plásticos, lixeiras entre outros. Essas e outras ações ajudarão a combater a dengue no município.