Eric Belda e Rodrigo Dabus levam Audi YCSA ao título Sul-Americano de 420

0
50

Dupla do Yacht Club Santo Amaro obtém conquista inédita após disputa emocionante no último dia de regatas no Rio Guaíba(RS)

São Paulo (SP) – Os velejadores Eric Belda e Rodrigo Dabus fizeram a experiência que possuem na classe 420 prevalecer e venceram o Campeonato Sul-americano de forma dramática, apenas na última das nove regatas, nesta segunda-feira (22) em Porto Alegre. Após um descarte, Eric e Rodrigo somaram 23 pontos perdidos, contra 26 dos vice-campeões Daniel Lombardi e Gabriel Siqueira, de Niterói. André Fiuza e Stephan Kunath, também do Audi YCSAC Sailing Team, terminaram em terceiro lugar, com 28 pontos.
“Na primeira regata do dia decisivo, conseguimos abrir uma boa diferença, mas fomos para a última prova com apenas um ponto de vantagem. Eles ainda vão ter de suar muito para ganhar da gente”, brincou Eric, enquanto falava ao lado do rival e amigo de clube, André Fiuza. O Veleiros do Sul (VDS), à margem do Rio Guaíba, recebeu durante a semana 20 tripulações entre brasileiros, argentinos e chilenos.
Eric e Rodrigo têm, como próxima meta, o Brasileiro de 420, a partir de 18 de janeiro em Ilhabela (SP). “Agora é comemorar o título e o Natal e retornar à água no próximo dia 5 para iniciarmos os treinos em Ilhabela. Foi muito gostoso competir em Porto Alegre. Água quente, ventos rondados. Um campeonato bastante interessante e disputado”, resumiu Eric.
Eric Belda e Rodrigo Dabus participaram em outubro da Semana de Vela de Buenos Aires. Ficaram em quarto e competirão novamente contra adversários argentinos e chilenos que enfrentaram no Rio da Prata. A dupla foi campeã paulista e brasileira júnior neste ano, venceu as Taças Almirante Tamandaré e Flotilha da Garoa e se classificou entre os finalistas no Mundial de 420, em Travemunde, na Alemanha.
O Audi YCSA Sailing Team competiu com sete tripulações no Veleiros do Sul. Olívia Belda (irmã de Eric) e Marina Arndt, da categoria júnior, ficaram em nono na classificação geral, mas em segundo entre as duplas femininas, atrás apenas das irmãs argentinas, Clara e Sofia Videla.
“Tivemos apenas surpresas agradáveis no campeonato. Os resultados mostraram que a equipe está evoluindo e que são proporcionais à dedicação aos treinos”, analisou Bernardo Arndt, o Baby, responsável pela delegação do YCSA no Sul-americano. “Eric e Rodrigo estão um degrau acima, mas André e Stephan foram muito rápidos. São promissores, assim como Marco Peek e Marina Bomeisel”. Victor Gil e Marcelo Peek terminaram em décimo no geral.
Audi YCSA Sailing Team – Foi formado no início de 2014 com o objetivo de reforçar a missão de formar os futuros velejadores. O projeto abrange 40 atletas da Vela Jovem distribuídos entre as classes Optimist, 420, Laser, 29er e Byte. O apoio está voltado para a aquisição de barcos e velas, contratação de técnicos especialistas nas classes envolvidas e viabilização de viagens para intercâmbio e disputa das principais competições internacionais. Robert Scheidt, o maior atleta olímpico brasileiro em todos os tempos e ganhador de 14 títulos mundiais entre as classes Laser e Star, é o embaixador da marca no País.
Yacht Club Santo Amaro – Fundado em 1930, o YCSA consolidou-se ao longo de oito décadas como um celeiro de campeões da vela à margem da Represa de Guarapiranga, extremo sul de São Paulo. Conhecido também por Clube dos Alemães, devido à origem de seus fundadores, o YCSA sustenta como principal missão revelar os talentos para a vela brasileira. Campeões e medalhistas olímpicos, mundiais e pan-americanos como Robert Scheidt, Alex Welter, Cláudio Biekarck, Reinaldo Conrad, Peter Ficker, Gunar Ficker e Marcelo Batista elevaram o Brasil em suas conquistas nas principais competições mundiais.