Velejadora e ambientalista – Martine Grael: “o que me chamou a atenção foi a ausência total de vida marinha nesta perna inteira, entre Auckland e Itajaí”

 

-Imagens Volvo Ocean Race

-Imagens Volvo Ocean Race/Arte RN

“Ésurpreendente você ver muito lixo em locais totalmente isolados e distantes da costa. Mas outro fator que me chamou a atenção foi a ausência total de vida marinha nesta perna inteira, entre Auckland e Itajaí. Eu esperava ver baleias, peixe-lua, e infelizmente não foi o que ocorreu”, relata a medalhista olímpica Martine Grael, tripulante do barco espanhol Mapfre.      A brasileira vai estar participando do Seminário Técnico-Científico “O futuro dos Oceanos: combate ao lixo no mar”, na quarta-feira da próxima semana (18/4), no Auditório do Centreventos.


 

Martine relata os desafios no mar até chegar a Itajai


 

 

Evento em Itajaí conta com mais de 20 ações de sustentabilidade e regata internacional carrega a bandeira da limpeza dos oceanos,

Com forte apelo sustentável e mais de 20 ações relacionadas ao tema Itajaí Stopover, a Volvo Ocean Race carrega nesta edição 2017/2018 o mote do cuidado com os mares. As atividades ocorrem até o dia 22 de abril, período em que a Vila da Regata estará aberta para recepcionar o público. Um dos principais momentos será a realização do Seminário Técnico-Científico “O futuro dos Oceanos: combate ao lixo no mar”, na quarta-feira da próxima semana (18/4), no Auditório do Centreventos.

Organizado pela Fundação do Meio Ambiente de Itajaí (Famai), Prefeitura de Itajaí, UFSC e com apoio da ONU, o evento contará com grandes nomes como o Procurador-Chefe do Ministério Público Federal em Santa Catarina (MPF/SC), Darlan Airton Dias, a representante da ONU Meio Ambiente, Fernanda Daltro, o Professor Doutor da Universidade de Aveiro (Portugal), Armando da Costa Duarte, o Coordenador de Gerenciamento Costeiro do Ministério do Meio Ambiente, Régis Pinto Lima, entre outros.

No seminário será assinado um protocolo de intenções do município com a campanha global “Clean Seas”, em português: “Mares limpos”, campanha levada em todas parada pelo barco equipe do Turn The Tide On Plastic, também chamado e barco da ONU.  A Proposta pela ONU Meio Ambiente, alerta sobre a poluição dos oceanos, atividades poluidoras e orienta para o destino correto dos lixos. Para participar, basta se inscrever gratuitamente no eventos.famai@itajai.sc.gov.br ou (47) 3348-8031.

O Itajaí Stopover terá ações como projeções da campanha no ‘The Globe’, orientação aos visitantes, abordagem entre barcos de lazer e turismo e apoio de outras iniciativas. A atividade da ONU Meio Ambiente conta ainda com o Team Clean Seas, um dos sete veleiros participantes da regata, que compete na Volvo Ocean Race com objetivo de recolher os lixos marinhos encontrados pelos quatro oceanos e cinco continentes. Outro grande foco das ações sustentáveis no local será a apresentação do Veleiro ECO, primeiro do Brasil desenvolvido para expedições e pesquisas oceanográficas que estará aberto para visitação a partir de 15 de abril.

A Volvo Ocean Race no Brasil ainda apoiará diversas atividades de conscientização como a limpeza da Praia da Atalaia em 15 de abril, com a participação da comunidade e o campeonato de surfe em que os participantes utilizarão pranchas confeccionadas com garrafas plásticas.

Um veleiro da ONU

No mar, o veleiro Team Clean Seas será uma das sete embarcações disputando a regata. A equipe do barco, composta por mais de dez tripulantes, embarcou no torneio com a missão de recolher o lixo plástico marinho encontrado durante o percurso de 45 mil milhas náuticas. A Volvo Ocean Race passará por quatro oceanos, cinco continentes e 12 cidades.

“A poluição plástica é um problema global que precisa de solução global. A passagem da Volvo Ocean Race pelo Brasil, com foco na campanha Mares Limpos, é uma oportunidade de chamar a atenção de diversos setores da sociedade para o tema e, quem sabe, ver a comunidade e as empresas locais se engajando e assumindo compromissos por um planeta sem lixo em nossos rios e oceanos. Por exemplo, promovendo ações voltadas para educação e mudanças de comportamentos tanto da sociedade civil como de todos os setores envolvidos na produção do plástico e na gestão de resíduos”, afirma Denise Hamú, Representante da ONU Meio Ambiente no Brasil.

Doação de mudas de árvores nativas

Desta segunda-feira (9/4) até sexta-feira (13/4), e também na próxima semana (entre 16 e 20/4), a comunidade e os alunos que estiverem visitando a Vila da Regata no período da tarde poderão retirar mudas de árvores nativas locais. A entrega será feita no segundo piso do Centreventos, no estande da Famai. Estarão disponíveis para doação as seguintes espécies: Ameixa do Pará, Anona, Araçá Amarelo e Vermelho, Atemóia, Baga de Macaco, Baga de Morcego, Baga de Pombo, Cabeludinha, Caju, Canafistula, Cereja do Rio Grande, Fruta do Conde (Corticeira), Gabiroba crespa e lisa, Graviola, Grumixama, Guaraná, Ingá Banana e Cipó, Ipê Amarelo, Rosa e Roxo, Palmito Jussara, Pitanga, Urucum e Uvaia.

Visitas guiadas ao Parque da Atalaia

Caminhadas de uma hora de duração, com a ajuda de guias, serão realizadas também como parte integrante da Volvo Ocean Race Itajaí. Os passeios ocorrerão nos dias 10, 12, 17 e 19 de abril, sempre às 14h. Os visitantes conhecerão detalhes sobre a importância do bioma Mata Atlântica, as vegetações nativas e as espécies de animais que habitam o parque.  As inscrições gratuitas podem ser feitas pelo e-mail: eventos.famai@itajai.sc.gov.br, informando nome, CPF, idade e telefone para contato.

Seleção e destino correto

Todos os dejetos gerados na Vila da Regata ganharão um destino correto. Durante os 18 dias de evento, uma cooperativa atuará ativamente dentro da Vila da Regata para seleção do lixo produzido. Tudo que poderá ser reciclado será levado até a sede do grupo que transformará os objetos. A conscientização ambiental se manterá até mesmo após o dia 22 de abril, quando a Volvo Ocean Race se despedirá do Brasil.

 

Programação Seminário Técnico Científico:

12h30min – Credenciamento

13h30min – Abertura Oficial

14h40min – “O lixo nos mares do Brasil” com Régis Pinto Lima, Ministério do Meio Ambiente

15h10min – Campanha “Mares Limpos” com Fernanda Daltro, ONU Meio Ambiente

15h30min – Projeto “Menos1Lixo” com Fe Cortez, YouTuber e criadora do projeto de redução de lixo

16h – Coffee Break

16h20min – Case: “Paraty sem descartáveis” com Anderson Terra da Associação Com. e Ind. de Paraty

16h50min – Case “Instituto Ecosurf e Projeto Route: ações de limpeza de praia, combate à poluição e métodos de mobilização social” com João Malavolta, Instituto Ecosurf

17h20min – “Plástico, o vilão dos oceanos” com Prof. Dr. Armando da Costa Duarte, Professor da Universidade de Aveiro (Portugal)

17h50min – Estratégias do Ministério Público Federal no combate ao lixo marinho com Dr. Darlan Airton Dias, Procurador Chefe da Procuradoria da República em Santa Catarina

18h20min – Debates

19h – Encerramento


 




Da Redaçao com apoio de textos  e  Fonte da Oficina das Palavras