Regatas no Brasil – Com experiente tripulação, Kaikias reforça classe C30 na temporada

 

Katana: campeão brasileiro -Imagem-Marcos Méndez / SailStation

Katana: campeão brasileiro -Imagem-Marcos Méndez / SailStation

São Paulo – Responsável pelas disputas mais acirradas entre as classes oceânicas, a C30 estará reforçada nesta temporada pelo Kaikias, barco de Ilhabela, presente em apenas algumas regatas em 2017. O velejador de oceano Flávio Catanhede assumiu o comando da embarcação e está formando experiente tripulação com familiares e amigos para correr Copa Suzuki, Semana de Vela e Campeonato Brasileiro.

O Kaikias se junta à flotilha paulista ao lado de Caiçara, Caballo Loco, eCycle +Realizado e Barracuda, e aos catarinenses Zeus, Corta Vento e Katana Portobello, que inclusive disputou a terceira etapa da Copa Suzuki – Circuito Ilhabela de Oceano em 2017, logo após a Semana de Vela, aproveitando a proximidade de datas entre as duas competições.

“Sempre velejei em outras classes de oceano, como a RGS, com meus barcos anteriores. Estou entusiasmado para competir em uma classe one design, em que não se corrige o tempo após as regatas devido às embarcações serem iguais. A C30 é uma classe que sempre me atraiu porque o barco é veloz e permite várias regulagens, mas ao mesmo tempo exige um ajuste fino, perfeito, para se obter desempenho”, afirma Catanhede.

Empolgado com mais um barco na raia, o atual tricampeão do Circuito Ilhabela e vencedor da Semana de Vela, deseja boas-vindas aos novos integrantes da C30. “A principal novidade deste ano é a equipe que irá correr com o barco 03, o Kaikias. A tripulação será formada por família paulista muito tradicional na vela. Assim, com eles na raia, esperamos uma temporada ainda mais disputada e emocionante”, enfatiza o comandante do Caiçara, Marcos de Oliveira Cesar.

Flotilha da C30 no popa -/Marcos Méndez / SailStation

Flotilha da C30 no popa -/Marcos Méndez / SailStation

Disputa no mar, solidariedade na terra – O comandante do Kaikias já conta, entre os seis tripulantes, com as experiências de sua filha, da nora e de Marcelo Claro (barco Suduca), acostumados a velejar em Ilhabela e Ubatuba. “Também admiro na C30 o espírito de cooperação entre os velejadores. A rivalidade fica na água e quando necessário, todos se ajudam”, destaca Catanhede, animado para competir.

A estreia do Kaikias será em 10 de março, abertura da Copa Suzuki. Neste ano, o principal desafio das tripulações da C30 será superar o tricampeão do Circuito Ilhabela, Caiçara, que em 2017 também venceu a Semana de Vela. O Katana ficou com o título brasileiro da classe, enquanto Caballo Loco foi vice-campeão brasileiro e da Copa Suzuki.

Para a flotilha catarinense a temporada começou no último fim de semana (2 a 4/02) com o Circuito Oceânico de Florianópolis. Mesmo medindo entre os barcos IRC, maiores e teoricamente mais velozes, o C30 Zeus conquistou o terceiro lugar, chegando à frente do Katana Portobello. O barco Mahalo venceu, seguido por Itajaí Sailing Team.

ItajaíSailing Team/Divulgação

ItajaíSailing Team/Divulgação


 

Fonte:Ary Pereira Jr


 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>