Porto – Draga chinesa localiza objetos submersos nas obras da obras da Bacia de Evolução.

 

riosd

 




 

 

 

 

Porto –  Draga chinesa localiza  objetos submersos nas obras da obras da Bacia de Evolução.

  • Superintendência do Porto de Itajaí aguarda informações sobre objetos submersos encontrados nas obras da Bacia de Evolução.
  • Objetos encontrados não foram tocados pela Draga chinesa que atualmente faz o restabelecimento pelos 14 metros de profundidade no Rio Itajaí Açu.

Na terça-feira, 15, estiveram reunidos em Florianópolis, na sede da Secretaria de Estado da Infraestrutura (SEI), membros da Superintendência do Porto de Itajaí e representantes das construtoras Triunfo e Prosul para tratar do assunto relacionado à descoberta de objetos submersos encontrados nas obras da primeira etapa dos acessos aquaviários do Complexo Portuário de Itajaí, denominada por Bacia de Evolução. Participaram do encontro o secretário adjunto da Infraestrutura, Paulo Roberto França e o engenheiro e fiscal da obra, Ivan Amaral.

Diante das informações apuradas e divulgadas até o momento por alguns veículos de comunicação local, citam que numa área, próximo as obras da bacia, uma draga de sucção e recalque teria tocado em objetos ou possíveis escombros de um navio intitulado “Palas” que teria naufragado há cerca de 124 anos (1893), no canal da barra do Porto de Itajaí. Há relatos históricos de que o navio Palas foi utilizado na Revolta da Armada, em se tratando de um movimento de rebelião promovido por unidades da Marinha do Brasil contra governos da República Brasileira.

Mediante os fatos informados até o momento, a Superintendência do Porto de Itajaí está acompanhando os desdobramentos deste caso e solicitou junto à Fundação Genésio Miranda Lins, pesquisas que possam confirmar ou não a veracidade deste naufrágio ocorrido em 1893 dando ênfase e colaborando para o resgate histórico deste fato.

“Até o momento não sabemos o que são estes objetos que foram encontrados nas obras da Bacia de Evolução, mas estamos fazendo uma prospecção deste assunto, ou seja, estamos aguardando uma análise concreta para então apurarmos os fatos junto à Secretaria de Estado da Infraestrutura, que hoje responde pelas obras dos novos acessos aquaviários do Complexo Portuário de Itajaí”, destacou o superintendente do Porto de Itajaí, Engº Marcelo Werner Salles.

A Secretaria de Estado da Infraestrutura está acompanhando o caso e tomou as devidas providências para solucionar o mais rápido possível quanto a não paralização da obra, “Na semana que vem estaremos nos reunindo nas obras da bacia de evolução com técnicos e engenheiros da obra e superintendência do Porto de Itajaí. Vamos elaborar um cronograma de serviços que vão desde a dragagem de sucção no entorno onde há indícios do que podem ser estes objetos e mergulhadores estarão analisando os vestígios encontrados”, destacou Ivan Amaral, engenheiro e fiscal da obra.

“Esclarecemos ainda que a draga que tocou o objeto ou os objetos está sendo utilizada pela empresa Triunfo, uma das empresas contratadas pela execução das obras, trata-se de um equipamento de porte pequeno, uma draga que faz sucção e recalque operando nas margens fora do canal de acesso e dessa forma aumenta as dimensões para a implantação da bacia. Para conhecimento de todos, não foi à draga chinesa (Xin Hai Niu) que tocou estes objetos, pois ela é uma draga do tipo Hopper e está realizando diariamente o desassoreamento o canal do Rio Itajaí Açu para restabelecer a profundidade de 14 metros em áreas distintas”, esclarece Salles.



Fonte: Assessoria de Comunicação Social da Superintendência do Porto de Itajaí (SPI).

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>