Náutica – Semana de Vela de Ilhabela: Regata exige do físico das tripulações

 

e esteAs cinco tripulações estrangeiras na Semana de Vela de Ilhabela em muitas oportunidades copiam as manobras dos barcos mais conhecidos para evitar problemas em regatas de percurso. ”Não conhecemos essa região e isso nos dificulta muito. Antes de largar, a gente conversou com os velejadores de Ilhabela. Mas por sorte, na hora da regata, olhamos os barcos maiores como o Pajero, que estavam na frente, e escolhemos nossas próprias manobras”, disse o argentino Gustavo Ballarino, do Jabeque Reloaded.

Aí vai uma explicação: nas provas de barla-sota, as boias servem de marcação facilitando a visualização. Em largas distâncias, os velejadores podem usar GPS para corrigir rumo.

O público também conseguiu acompanhar as provas na orla, no Yacht Club de Ilhabela (YCI) e principalmente na Race Village, espaço montado no centro da ilha dedicado ao maior evento oceânico da América Latina. ”É muito interessante assistir as regatas de pertinho. O visual da ilha é sensacional. Eles passam perto da gente”, disse Célio Bechtold, que veio de Santa Catarina para acompanhar um grupo de amigos velejando.

 Raia exclusiva para o HPE

A comissão de regatas decidiu montar uma raia para os HPE 25, que faziam sua estreia na Semana de Vela de Ilhabela nesta quarta-feira. Foram duas provas no dia: uma na Praia de São Francisco (São Sebastião), com vento Sul, e outra no extremo norte do canal (Ponta das Canas), com direção Leste.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>