Náutica – Florianópolis – 25 mil empregos diretos – Santa Catarina tem 31 projetos de infraestrutura para o setor náutico que necessita R$1,2 bilhão

 

Foto: Miriam Zomer/Agência AL

Foto: Miriam Zomer/Agência AL

Santa Catarina se volta por inteira para a economia do mar. “Vamos unir esforços em torno de leis voltadas a uma política estadual para o setor náutico, que possibilite aos municípios desenvolverem seus projetos a atraírem investimentos com segurança”, disse o presidente da frente parlamentar  da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, deputado Gabriel Ribeiro (PSD), durante  uma reunião com a Frente Parlamentar do Setor Náutico Grupo de Trabalho (GT) do Setor Náutico da Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte (SOL), Presidido pela ACATMAR – Associação Náutica Brasileira, promoveram uma reunião conjunta, na tarde de terça-feira (29), no Plenarinho Deputado Paulo Stuart Wright, para  ouvir reivindicações dos municípios que integram o grupo. A reunião visa unir o aspecto técnico presente na atuação do GT e o viés político da frente da Alesc. Entre os pedidos, a viabilização de recursos para a promoção e realização dos projetos náuticos que os municípios pretendem desenvolver.

Conforme   O GT reúne 24 municípios catarinenses e sete entidades ligadas ao setor. Conforme seu presidente, Mané Ferrari, a busca por uma legislação que traga mais segurança aos investimentos é um dos focos do trabalho do grupo, mas a promoção dos projetos náuticos elaborados pelos municípios também é essencial para o desenvolvimento do setor. “São 31 projetos de infraestrutura, que representam um investimento de R$ 1,2 bilhão, com a geração de 25 mil empregos diretos”, explica Ferrari. “Cada um real investido na náutica gera outros oito reais em divisas. Todos sabemos do potencial do nosso estado, não só no litoral, mas nos rios, lagos e represas.

O secretário adjunto de Turismo de Florianópolis, Eduardo Loch, comentou da necessidade de recursos do Estado para a divulgação dos projetos náuticos em feiras do setor no Brasil e no Exterior. Segundo ele, esses recursos foram cortados e vão inviabilizar a participação esses eventos. Ele reivindicou a liberação dessa verba por parte da Fazenda estadual. “Não podemos deixar de estar presentes nesses eventos”, comentou.

Blumenau e Balneário Piçarras trataram dos projetos de marinas que pretendem construir. A secretária de Turismo e Cultura de Piçarras, Susan Corrêa, afirmou que o empreendimento só será viável se for construída uma ponte mais alta sobre o Rio Piçarras, que marca o limite com o município de Penha. Ela estima que sejam necessários R$ 2 milhões para a nova ponte, que está em fase de projeto.

Conforme o deputado Gabriel Ribeiro, as reivindicações apontadas pelos municípios serão levadas para o governo estadual. O líder do governo na Assembleia, deputado Darci de Matos (PSD), que participou da reunião conjunta, colocou-se à disposição para auxiliar a frente nas demandas junto ao Estado.

Projeto de lei- Outro tema da reunião foi a proposta de autoria de Gabriel Ribeiro que institui a política estadual para o setor náutico. O PL 138/2017 está na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), sob a relatoria do presidente do colegiado, o deputado Jean Kuhlmann (PSD). Ribeiro pediu celeridade na tramitação da proposta na CCJ. “É uma proposta bem ampla e abrangente, importante justamente para atrair os investimentos que os municípios tanto procuram”, disse.





 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>