Mané Ferrari:Miami Boat Show: Uma feira onde a estrela é o produto


Mané Ferrari
Jornalista e presidente da ACATMAR
Especial de Miami

A principal diferença que percebi ao entrar no Miami Boat Show 2015, foi ver os estandes sem aquelas grandes estruturas que acabam custando os olhos da cara, e, o que mais importava acabava ficando em segundo plano: as embarcações. Nesta feira, as lanchas são a vitrine, a atração principal, ou seja, como deve ser numa feira náutica. As lanchas estavam sobre tapetes no chão para que o cliente realmente pudesse ver os detalhes e comparar uma com a outra lado a lado.
A logística estava impecável. Para se ir de um local ao outro, ônibus e barcos estavam à disposição dos visitantes que não pagavam mais nada por este serviço. O mais importante era fazer com que os clientes pudessem ir e vir sem perder nada da feira.
Dividido em três locais, o Miami Boat Show teve produtos para todos os gostos. O grande espaço no centro de convenções, colocava em evidência as novidades em motores, eletrônicos, novas tendências em acessórios, tecnologias, lançamentos e barcos – quase 70% da feira eram embarcações de pesca. Os outros locais de exposição eram duas grandes marinas da cidade: em uma estavam os barcos com motor e em outra os de vela.
O que mais impressionou foram as embarcações a motor de popa. Foi difícil encontrar opções com apenas um motor. Quase todas vêm com mais de dois motores e nada de poucos HP’s. Nos Estados Unidos, com a gasolina a preço justo, o negócio é andar – e andar muito bem! Os americanos adoram velocidade! Para se ter uma ideia, um dos lançamentos da feira foi um motor de popa de 627 HP. Na feira encontrei uma lancha com três motores pendurados de 557 HP, motor que foi lançado no ano anterior.
Um dos produtos em que naveguei foi o Pontoons, um barco com duas ou três bananas de alumínio, que em cima tem uma plataforma com sofás que mais parece uma sala de casa. À primeira vista, parecia que o barco iria navegar devagar para não molhar, mas com os dois motores de 350 HP na popa em um barco de 30 pés, já era possível ver que não estaria ali para brincadeira. O barco realmente surpreendeu andando muito rápido. O piloto fez curvas sem desacelerar e a estabilidade e a segurança impressionaram. Com esta experiência, diria com toda certeza que este barco será uma das minhas próximas aquisições!

One Comment
  1. Pingback: Regata News | Colunista/Opinião: Mané Ferrari #Limpando os mares, ajudando o planeta

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>